Compton, um novo Composite Manager


Aqui veremos a instalação do Compton, um fork do xcompmgr-dana e que oferece uma série de efeitos gráficos aos *Box.

No exemplo a distro utilizada será o Debian Wheezy, porém usuários do Arch Linux tem ese pacote disponível facilmente via AUR, além desses tenho conhecimento de PPA do Ubuntu e também está disponível nos repos CrunchBang, aqui veremos a instalação direta:

i686.

$ wget http://dl.dropbox.com/u/133108/lubuntu/compton-git_20120926-1_i386.deb
$ sudo dpkg -i compton-git_20120926-1_i386.deb
amd64.

$ wget http://dl.dropbox.com/u/133108/lubuntu/compton-git_20120926-1_amd64.deb
$ sudo dpkg -i compton-git_20120926-1_amd64.deb
Bastará adicionar uma das entradas abaixo no arquivo ~/.config/openbox/autostart do OpenBox, ou no arquivo ~/.fluxbox/startup do FluxBox ou mesmo em /etc/xdg/lxsession/LXDE/autostart do LXDE:

## Compton Composite Manager.
compton -cCfF & ### para os *Box
@compton -cCfF ### para o LXDE
Eu o utilizo assim:

## Compton Composite Manager.
compton -cC -i 0.6 -e 0.6 -fF &
Instalação via PPA (Ubuntu/Mint e derivados)…

Esse passo é incompatível com o Debian, as linhas a serem adicionadas ao arquivos /etc/apt/sources.list são essas:

### --------
### Compton.
### --------
### Chave GPG: sudo apt-key adv --recv-keys --keyserver keyserver.ubuntu.com --$
deb http://ppa.launchpad.net/richardgv/compton/ubuntu precise main
Ou simplesmente digitando:

$ sudo add-apt-repository ppa:richardgv/compton
$ sudo apt-get update
$ sudo apt-get install compton
Instalação via repo do CrunchBang…

Também compatível com o Debian, porém ocorrem coisas estranhas no ambiente gráfico como sombras permanentes em navegadores e etc, as linhas a serem adicionadas ao arquivo /etc/apt/sources.list são essas:

### -----------
### CrunchBang.
### -----------
### Chave GPG: wget http://packages.crunchbang.org/waldorf-dev/crunchbang.key; sudo apt-key add crunchbang.key
deb http://packages.crunchbang.org/waldorf waldorf main
E seguindo com:

$ wget http://packages.crunchbang.org/waldorf-dev/crunchbang.key; sudo apt-key add crunchbang.key
$ sudo apt-get update
$ sudo apt-get install compton-git
Instalação via GIT.

Abaixo vemos as dependências necessárias para a compilação no Debian (os nomes diferem de uma distro para outra):

$ sudo apt-get update 
$ sudo apt-get install libx11-dev libxcomposite-dev libxdamage-dev libxfixes-dev libxext-dev libxrender-dev libxrandr-dev pkg-config make x11proto-core-dev x11-utils libpcre3-dev libconfig-dev libdrm-dev libdbus-1-dev
$ sudo aptitude --without-recommends install asciidoc
Compilação e instalação do programa:

$ git clone https://github.com/semplice/compton.git
$ cd compton
$ make
$ make docs
$ sudo make install
Instalação do Configurador gráfico.

$ git clone https://github.com/semplice/paranoid.git
$ cd paranoid/
$ sudo python setup.py install
$ sudo cp paranoid.glade /usr/local/bin/
$ paranoid.py
Alternativa…

$ git clone git://github.com/son-link/gcompton.git
$ cd gcompton/
$ python gcompton.py
Imagens.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Referências externas.

Anúncios
Compton, um novo Composite Manager

4 comentários sobre “Compton, um novo Composite Manager

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s