OpenBox no Slackware (1ª parte)


Aqui veremos como empacotar no Slackware um ambiente desktop mínimo com o meu WM preferido, o OpenBox.

Mãos à obra!

Comecemos pelo WM em si, mas antes de mais nada criemos uma pasta onde trabalharemos mais à vontade:

# cd
# mkdir Sources
# cd Sources
# wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/desktop/openbox.tar.gz
# tar -zxvf openbox.tar.gz 
# cd openbox
# wget http://openbox.org/dist/openbox/openbox-3.5.0.tar.gz
# ./openbox.SlackBuild 
# installpkg /tmp/openbox-*.tgz
# cd ..

Prosseguimos com a instalação dos temas para o OpenBox:

# wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/desktop/openbox-themes.tar.gz
# tar -zxvf openbox-themes.tar.gz 
# cd openbox-themes
# wget http://ftp.debian.org/debian/pool/main/o/openbox-themes/openbox-themes_1.0.2.tar.gz
# ./openbox-themes.SlackBuild 
# installpkg /tmp/openbox-themes-*.tgz
# cd ..

Em seguida passemos para a instalação do LxAppearance, responsável pelas alterações visuais no OpenBox:

# wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/desktop/lxappearance.tar.gz
# tar -zxvf lxappearance.tar.gz 
# cd lxappearance
# wget http://downloads.sourceforge.net/lxde/lxappearance-0.5.2.tar.gz
# ./lxappearance.SlackBuild 
# installpkg /tmp/lxappearance-*.tgz
# cd ..

Dando prosseguimento, passemos para os pacotes obconf e obmenu, responsáveis respectivamente pelas configurações do OpenBox e pelo menu do mesmo:

# wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/desktop/obconf.tar.gz
# tar -zxvf obconf.tar.gz 
# cd obconf
# wget ftp://harrier.slackbuilds.org/misc/obconf-git_cc7a188076.tar.xz
# ./obconf.SlackBuild 
# installpkg /tmp/obconf-*.tgz
# cd ..
# wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/desktop/obmenu.tar.gz
# tar -zxvf obmenu.tar.gz 
# cd obmenu
# wget http://downloads.sourceforge.net/obmenu/obmenu-1.0.tar.gz
# ./obmenu.SlackBuild 
# installpkg /tmp/obmenu-*.tgz
# cd ..

E agora passemos para a compilação de um painel para o mesmo, aqui escolhi o Tint2, o qual poderá ser incrementado com o excelente artigo abaixo (autoria do amigo Leandro):

# wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/libraries/imlib2.tar.gz
# tar -zxvf imlib2.tar.gz 
# cd imlib2
# wget http://downloads.sourceforge.net/enlightenment/imlib2-1.4.5.tar.gz
# ./imlib2.SlackBuild 
# installpkg /tmp/imlib2-*.tgz
# wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/desktop/tint2.tar.gz
# tar -zxvf tint2.tar.gz 
# cd tint2
# wget http://tint2.googlecode.com/files/tint2-0.11.tar.bz2
# ./tint2.SlackBuild 
# installpkg /tmp/tint2-*.tgz
# cd ..

Você irá precisar dos pacotes abaixo, caso queira utilizar o openbox-menu visto em meu artigo:

# wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/desktop/lxmenu-data.tar.gz http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/libraries/menu-cache.tar.gz
# tar -zxvf lxmenu-data.tar.gz 
# cd lxmenu-data
# wget http://downloads.sourceforge.net/lxde/lxmenu-data-0.1.2.tar.gz
# ./lxmenu-data.SlackBuild 
# installpkg /tmp/lxmenu-data-*.tgz
# cd ..
# tar -zxvf menu-cache.tar.gz 
# cd menu-cache
# wget http://downloads.sourceforge.net/lxde/menu-cache-0.4.1.tar.gz
# ./menu-cache.SlackBuild 
# installpkg /tmp/menu-cache-*.tgz
# cd ..

Chegamos a parte referente ao terminal, nos exemplo abaixo, os passos para a instalação do Terminator e do LxTerminal (escolha um ou instale os dois se assim desejar!):

# wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/system/terminator.tar.gz
# tar -zxvf terminator.tar.gz 
# cd terminator
# wget http://launchpad.net/terminator/trunk/0.96/+download/terminator-0.96.tar.gz
# ./terminator.SlackBuild 
# installpkg /tmp/terminator-*.tgz
# cd ..
# wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/system/lxterminal.tar.gz
# tar -zxvf lxterminal.tar.gz 
# cd lxterminal
# wget http://ponce.cc/slackware/sources/repo/lxde/lxterminal-20120817_49776cd.tar.xz
# ./lxterminal.SlackBuild 
# installpkg /tmp/lxterminal-*.tgz
# cd ..

Continuando a saga dos bravos, passemos para a compilação e instalação de um simples editor de textos, no caso o ótimo Leafpad:

# wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/office/leafpad.tar.gz
# tar -zxvf leafpad.tar.gz 
# cd leafpad
# wget http://savannah.nongnu.org/download/leafpad/leafpad-0.8.18.1.tar.gz
# ./leafpad.SlackBuild 
# installpkg /tmp/leafpad-*.tgz
# cd ..

Em seguida passemos para a compilação e instalação de 3 programas muito úteis, o lxradr, responsável pela alteração na resolução de tela, o lxinput, para configurações de teclado e mouse e o lxtask, um levíssimo gerenciador de tarefas:

# wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/system/lxrandr.tar.gz
# tar -zxvf lxrandr.tar.gz 
# cd lxrandr
# wget http://ponce.cc/slackware/sources/repo/lxde/lxrandr-20111224_05a11b1.tar.xz
# ./lxrandr.SlackBuild 
# installpkg /tmp/lxrandr-*.tgz
# cd ..
# wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/system/lxinput.tar.gz
# tar -zxvf lxinput.tar.gz 
# cd lxinput
# wget http://downloads.sourceforge.net/lxde/lxinput-0.3.2.tar.gz
# ./lxinput.SlackBuild 
# installpkg /tmp/lxinput-*.tgz
# cd ..
# wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/system/lxtask.tar.gz
# tar -zxvf lxtask.tar.gz 
# cd lxtask
# wget http://ponce.cc/slackware/sources/repo/lxde/lxtask-20120812_204b61f.tar.xz
# ./lxtask.SlackBuild 
# installpkg /tmp/lxtask-*.tgz
# cd ..

Agora passemos para a instalação do Display Manager do LXDE, o LXDM:

# wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/system/lxdm.tar.gz
# tar -zxvf lxdm.tar.gz 
# cd lxdm
# wget http://ponce.cc/slackware/sources/repo/lxde/lxdm-20120728_102ea5e.tar.xz
# ./lxdm.SlackBuild 
# installpkg /tmp/lxdm-*.tgz
# cd ..

E por último e não menos importante, o gerenciador de arquivos que aqui optei pelo SpaceFM (em virtude de problemas na compilação do PcManFM), caso queiram usem o Thunar, na minha opinião melhor que ambos, embora o SpaceFM possa ser incrementado com uma série de plugins:

# wget http://slackbuilds.org/slackbuilds/14.0/system/spacefm.tar.gz
# tar -zxvf spacefm.tar.gz 
# cd spacefm
# wget http://downloads.sourceforge.net/spacefm/spacefm-0.8.0.tar.xz
# ./spacefm.SlackBuild 
# installpkg /tmp/spacefm-*.tgz
# cd ..

E se caso vocês sejam como eu, que não dou a mínima para o lance de ícones no Desktop e sobretudo odeiem a gestão de wallpapers do PcManFM e de seu fork o SpaceFM, instalem o Nitrogen assim:

# sbopkg -i 'libsigc++ glibmm cairomm pangomm atkmm mm-common gtkmm nitrogen'

Viram que acima mudei a abordagem, ou seja, ao inveś de baixar e compilar tudo na unha optei pelo sbopkg, o qual se instala assim:

# wget http://sbopkg.googlecode.com/files/sbopkg-0.36.0-noarch-1_cng.tgz
# installpkg sbopkg-0.36.0-noarch-1_cng.tgz
# sbopkg -r

Aproveite agora para instalar o scrot e o screenfetch.

E com isso darei uma pausa, pois a brincadeira está longe do fim!.

continua em breve…

Anúncios
OpenBox no Slackware (1ª parte)

13 comentários sobre “OpenBox no Slackware (1ª parte)

    1. edps disse:

      Pior é que não é, eu exemplifiquei do jeito mais chato que é na unha, digamos que eu quisesse instalar tudo de uma vez usando o sbopkg, nesse caso eu faria assim:

      # sbopkg -i ‘openbox openbox-themes lxappearance obconf obmenu imlib2 tint2 lxmenu-data menu-cache terminator lxterminal leafpad lxrandr lxinput lxtask lxdm spacefm libsigc++ glibmm cairomm pangomm atkmm mm-common gtkmm nitrogen’

      simples assim e na ordem das dependências? o porque disso para demonstrar como se virar e num exemplo prático o último caso, o Nitrogen que requer a instalação de uma série de pacotes que por sua vez dependem de outros, o caso dele não dá para o sbopkg resolver as dependências, tem que ir no site SlackBuilds e ver o que cada um depende, no caso da lista, a principal dependência, o libsigc++ vem primeiro seguido daquele que depende dele, o glibmm e o proximo que depende do glibmm e assim por diante até chegar na vez do Nitrogen.

      Curtir

  1. edps disse:

    Realmente é uma excelente ferrramenta e além do mais é fácil gerenciar seus pacotes:

    # sbopkg -r
    # sbopkg -c
    # sbopkg -i
    ou
    # sbopkg -i “pacote1 pacote2 pacote3”

    O primeira sincroniza a base de dados, o segundo verifica se há atualizações dos pacotes instalados via sbopkg e o 3º e 4º são os métodos de instalação e|ou atualização.

    Curtir

  2. edps, acabei de instalar o Slack Current e, ao invés de optar novamente pelo LXDE, resolvi experimentar o Openbox. E fiz tudo na unha, sem sbopkg. hehehe. No entanto, quando fui alterar o ambiente pelo xwmconfig, apareceram duas opções de Openbox. A questão é que ambos estão pelados. Até pensei que a tela estava travada, mas estou navegando a partir deste ambiente. O que aconteceu com as janelas, menus com ícones e todas as outras coisas que sempre vejo nas suas SS? hahaha. Essa configuração estaria na parte 2 do artigo?

    Curtir

    1. edps disse:

      Ora meu quirido, cê tem que adicionar os programas na inicialização do OpenBox opá!

      $ mkdir ~/.config/openbox
      $ cp /etc/xdg/openbox/* ~/.config/openbox
      $ nano ~/.config/openbox/autostart

      Exemplo do meu autostart no Slackware:

      lxsession &
      xcompmgr -cCfF &
      thunar –daemon &
      xscreensaver -no-splash &
      lxpanel &
      (sleep 3s && volumeicon) &

      Já o meu do Debian:

      compton -cC -i 0.6 -e 0.6 -o .75 -m 1.0 -fF &
      nitrogen –restore &
      lxpanel &
      (sleep 1s && conky -c .conkyrc) &
      (sleep 1s && conky -c .conkyrc_infos) &
      tilda &
      thunar –daemon &
      xbindkeys &
      xfce4-power-manager &
      xscreensaver -no-splash &
      (sleep 3s && wicd-gtk –tray) &

      Se segui todo o artigo você já tem um desktop em condições de estar próximo ao meu, ou seja, com um painel (lxpanel ou tint2) menus com ícones, programas para alterar temas, fontes e ícones e etc, vai dando um jeito aí que 2ª parte por hora sem chances! rs

      Curtir

  3. kratos disse:

    Olá, pretendo baixar o current e seguir seu tutorial até dar certo rs, porém estou na duvida caso vá instalar o current e desmarcar o kde e kde-pt vou ficar sem idioma pt-BR certo? Desmarcando xfce, kde como desktop do current ele não instala o lilo…esse seu tutorial é para 32bits correto?

    Curtir

    1. edps disse:

      Eu não entendi quase nada, mas vamos ver se é issso:

      Se você instalar todo o Slackware sem o KDE e os pacote KDE-i (pt_PT, pt_BR) ainda assim o seu Slack ficará em pt_BR desde que você edite os arquivo lang.sh:

      http://gnutwoall.wordpress.com/2012/08/27/instalacao-do-slackware-current/

      Seja KDE ou XFCE o gerenciador de boot do Slack é o LILO! talvez dê para instalar o Grub utilizando o pacote presente acho que no diretório de extras.

      Esse e o tutorial de instalação do Slack podem ser seguidos em qualquer arquitetura.

      Curtir

      1. Kratos disse:

        Desculpe não fui claro haha, a instalação já sei, estava testando no virtual box o Slack desmarcando kde, xfce e pacote de idioma, após instalar o sistema não instala o lilo creio que seja por estar sendo no virtual box, fiquei maravilhado com o seu tutorial, uso apenas kde por ser o melhor ambiente na minha opinião, mas quero algo como o seu^^, vou seguir o do Debian openbox também, tem os icones no kde (the iceglass 4.10) sao bonitos sabe se consigo instalar eles?

        Curtir

  4. edps disse:

    Sobre o LILO, provavelmente você pulou a parte da instalação ou não definiu o local onde o mesmo seria gravado, o LILO é padrão no Slackware.

    Quanto aos ícones não sei, pois já voltei meu Slack para OpenBox ou XFCE, pode ser que venha a testá-lo no SIduction que tenho aqui e que roda o KDE 4.11.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s