Dica :: colorindo o comando make


E já que não temos um shell tão bonito quanto o do Entropy, aqui vai uma maneira de colorir o comando make de forma a melhor identificar o que ocorre durante as tão comuns sopas-de-letrinhas rsrsrs

make colorido! rsrs
make colorido! rsrs

Isso se dará através da instalação do programa Colormake, nas distros Debian-based:

$ sudo apt-get update
$ sudo apt-get install colormake

No Slackware:

# sbopkg -i Colormake

Nas demais distros:

$ wget https://github.com/pagekite/Colormake/archive/0.9.20140503.tar.gz
$ tar xf 0.9.20140503.tar.gz
$ sudo cp -a Colormake-0.9.20140503/{colormake,colormake.pl} /usr/bin/
$ sudo ln -sf /usr/bin/colormake /usr/bin/colormake-short                      
$ sudo ln -sf /usr/bin/colormake /usr/bin/clmake         
$ sudo ln -sf /usr/bin/colormake /usr/bin/clmake-short

Para concluir, crie um alias em seu ~/.bashrc, ~/.zshrc para o comando make:

alias make='colormake'

E assim terás um chuva colorida de letrinhas ao compilar! rsrs… a bem da verdade isso ainda está a séculos de distâncias da beleza do Entropy, mas por hora está igual a macaco gordo: quebra mó galho! rsrs

Inté!

Anúncios
Dica :: colorindo o comando make

6 comentários sobre “Dica :: colorindo o comando make

    1. Basicamente para enviar um SlackBuild para aprovação, temos que ler isto:

      http://slackbuilds.org/guidelines/

      Utilizar as templates providas em:

      http://slackbuilds.org/templates

      Verificar se o pacote já não existe no SlackBuilds.

      Se for um programa do tradicional: ./configure, etc, rodá-lo com:

      $ ./configure -n

      Afim de verificar se as dependências estão satisfeitas, ou rodando:

      $ ./configure -h

      Onde podem ser vistas opções diversas que talvez possam ser habilitadas|desabilitadas.

      E também, lendo a documentação do pacote.

      Sobre as dependências:

      * se o pacote A depende do pacote B, que por sua vez depende do pacote C, no arquivo README, na linha REQUIRES você informará apenas o pacote A, pois se usar alguma ferramenta tipo o sbotools (esse não tenho certeza) ou o sqg (do sbopkg) automaticamente um puxa o outro e pronto!

      Não garanto que o faça mas é algo realmente interessante a se fazer, embora a simples documentação do SlackBuilds é capaz de dirimir qualquer dúvida.

      []’s

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s