How-To :: Debian sem Systemd? transforme-o em Devuan! (3ª parte)


Nas partes anteriores 1 e 2, vimos como instalar um Debian mínimo via NetInstall, sobre como adicionar os repos do Devuan, a instalação dos pacotes do sysvinit, a completa remoção do Systemd, instalação do ALSA, LIGHTDM, XORG, XFCE, etc, nesta última parte veremos como instalar e contornar problemas para que possamos instalar outros DEs|WMs no Devuan.

screenshot do amigo @ruan lá do VOL.
screenshot do amigo @ruan lá do VOL (seguindo esses passos).

Com um XFCE já funcional podemos então tentar instalar outros ambientes.

MATE Desktop.

# apt-get install mate-desktop-environment-extras pulseaudio-

* acima determino para não instalar o pulseaudio.

instalação do MATE Desktop.
instalação do MATE Desktop.
término da instalação do MATE Desktop.
término da instalação do MATE Desktop.
tela de seleção de ambiente no LIGHTDM...
tela de seleção de ambiente no LIGHTDM…
MATE Desktop carregado.
MATE Desktop carregado.

LXDE.

# apt-get install lxde
instalação do LXDE.
instalação do LXDE.
LXDE carregado.
LXDE carregado.

KDE.

# apt-get install task-kde-desktop systemd- systemd-shim- pulseaudio-

* mas para não baixar trocentos pacotes, fui assim:

# apt-get install task-kde-desktop systemd- systemd-shim- pulseaudio- libreoffice- libreoffice-avmedia-backend-gstreamer- libreoffice-base- libreoffice-base-core- libreoffice-base-drivers- libreoffice-calc- libreoffice-common- libreoffice-core- libreoffice-draw- libreoffice-help-en-us- libreoffice-impress- libreoffice-java-common- libreoffice-kde- libreoffice-math- libreoffice-report-builder-bin- libreoffice-sdbc-firebird- libreoffice-sdbc-hsqldb- libreoffice-style-galaxy- libreoffice-style-oxygen- libreoffice-writer- default-jre- default-jre-headless- openjdk-7-jre- openjdk-7-jre-headless- kde-wallpapers- gimp- gimp-data-
instalação do KDE.
instalação do KDE.
término da instalação do KDE.
término da instalação do KDE.
KDE carregado.
KDE carregado.

OpenBox.

# apt-get install openbox openbox-themes obconf obmenu lxappearance lxappearance-obconf tint2 scrot
OpenBox carregado.
OpenBox carregado.

e +.

visão do sources.list com todos os repos habilitados
visão do sources.list com todos os repos habilitados
atualização das listas de pacotes.
atualização das listas de pacotes.
simulação de um dist-upgrade com os repos do Jessie habilitados.
simulação de um dist-upgrade com os repos do Jessie habilitados.
simulação da instalação do systemd: ECA!
simulação da instalação do systemd: ECA!
Synaptic com a visão do devuan-baseconf.
Synaptic com a visão do devuan-baseconf.

Problemas?

Já dizia o velho ditado: quem com porcos se mistura, acaba comendo farelo! rsrs, dito isto, a infecção de um sistema Debian por Gnome, PulseAudio e Systemd simplesmente não deixa que usemos um deles sem a presença do outro! junte a essa turminha do mal, a skin para o Gnome3 chamada Cinnamon:

Cinnamon.

# apt-get install cinnamon cinnamon-l10n cinnamon-desktop-environment
Cinnamon e a dependência da dupla do inferno: PA+SYSTEMD
Cinnamon e a dependência da dupla do inferno: PA+SYSTEMD

Gnome sHELL.

# apt-get install gnome-core
Mesmo o gnome-core que é mínimo também os invoca!
Mesmo o gnome-core que é mínimo também os invoca!
# apt-get install gnome-full
Já o gnome-full é a própria essência do MAL! rsrs
Já o gnome-full é a própria essência do MAL! rsrs

KDE.

Até o KDE em modo -full ou -standard (que é o padrão), também recita cânticos invocando demônios:

# apt-get install kde-l10n-ptbr kde-full
instalação do KDE -full: FAIL
instalação do KDE -full: FAIL
# apt-get install kde-l10n-ptbr kde-baseapps kde-standard
instalação do KDE -standard: FAIL
instalação do KDE -standard: FAIL

Mas se retirarmos outro apetrecho do demo, também conhecido como NetWork-Manager, livramo-nos dos demônios:

# apt-get install kde-l10n-ptbr kde-baseapps kde-standard network-manager-
instalação do KDE -standard (sem o Network Manager): PASS
instalação do KDE -standard (sem o Network Manager): PASS

Conclusão.

Comecemos do princípio que estaremos usando um Debian modificado, já que os pacotes são pegos dos repos Debian e reempacotados sem a dependência do systemd. O pulseaudio e o network-manager entraram aqui porque eu os desprezo com muita convicção!

Todos os testes realizados foram feitos em VM, ou seja, não foram feitos numa instalação real, assim, não realizei testes acerca de montagem de dispositivos, etc.

Remover o systemd no Debian não é difícil, o problema está que sem o mesmo (ou detalhando melhor, sem a libpam-systemd e a libsystemd0) pacotes como o policykit, udisks2 e outros deixam de funcionar.

Pelo menos aqui, para gerenciar serviços o rcconf deixou de ser confiável, tendo um caso parecido, use o update-rc.d, como em:

# update-rc.d avahi-daemon remove
# update-rc.d alsa-utils defaults
# update-rc.d saned enable|disable

Diferentemente deste método que usa uma instalação limpa via NetInstall, realizei algo parecido sobre um VM do BunsenLabs e tal como esta obtive sucesso, o porém, é que realizar isto sobre algo já instalado acarretará no mínimo que você caia na tela preta, pois uma série de pacotes que dependam do systemd ficarão órfãos.

Aqui vai a dica, afim de evitar a eventual remoção de pacotes órfãoes com um apt-get autoremove, passe-os para o modo instalado manualmente, basicamente você pegará a lista de todos os pacotes listados como órfãos e rodará um apt-get install sobre eles:

Na VM BunsenLabs ao remover o systemd:

# apt-get --purge remove systemd-shim
# apt-get autoremove --purge

Apareceu a seguinte lista de pacotes órfãos, que seriam removidos se eu teclasse S no último comando (apt-get autoremove –purge):

python-dbus python-dbus-dev python-notify python-wicd rfkill wireless-tools wpasupplicant colord consolekit dbus dbus-x11 exo-utils gconf2 gcr gksu gnome-keyring gvfs gvfs-daemons libexo-1-0 libgksu2-0 libnss-mdns libthunarx-2-0 libunique-1.0-0 libxfce4ui-1-0 libxfce4ui-utils libxfconf-0-2 lightdm orage policykit-1 policykit-1-gnome thunar thunar-archive-plugin thunar-media-tags-plugin thunar-volman udisks2 upower wicd wicd-daemon wicd-gtk xfce4 xfce4-appfinder xfce4-mixer xfce4-notifyd xfce4-panel xfce4-power-manager xfce4-power-manager-plugins xfce4-screenshooter xfce4-session xfce4-settings xfce4-terminal xfce4-volumed xfconf xfdesktop4 xfwm4

Logo, para passá-los para o modo instalado manualmente, acrescento ao início dos mesmos o apt-get install, ou seja, assim:

# apt-get install python-dbus python-dbus-dev python-notify python-wicd rfkill wireless-tools wpasupplicant colord consolekit dbus dbus-x11 exo-utils gconf2 gcr gksu gnome-keyring gvfs gvfs-daemons libexo-1-0 libgksu2-0 libnss-mdns libthunarx-2-0 libunique-1.0-0 libxfce4ui-1-0 libxfce4ui-utils libxfconf-0-2 lightdm orage policykit-1 policykit-1-gnome thunar thunar-archive-plugin thunar-media-tags-plugin thunar-volman udisks2 upower wicd wicd-daemon wicd-gtk xfce4 xfce4-appfinder xfce4-mixer xfce4-notifyd xfce4-panel xfce4-power-manager xfce4-power-manager-plugins xfce4-screenshooter xfce4-session xfce4-settings xfce4-terminal xfce4-volumed xfconf xfdesktop4 xfwm4 systemd-

Observem o traço ( ) após o pacote systemd, isso indica que o mesmo não deve ser instalado (ou passado para o modo manual, o que é o caso).

E acho que encerro por aqui…

IntÉ!

Anúncios
How-To :: Debian sem Systemd? transforme-o em Devuan! (3ª parte)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s