How-To :: um pouco mais de cores com o grc


Recentemente vimos aqui uma forma de ter o comando make com suporte a cores, hoje veremos uma expansão disto extensiva a inúmeros programas como o tail, df, mount, etc.

Instalação.

Dos sistemas que conheço, o grc está disponível pelo menos para Debian e Gentoo, logo:

# apt-get update
# apt-get install grc

ou:

# emerge --sync
# emerge -av grc

Para o Slackware em breve disponibilizarei um SlackBuild, vejam como ficará:

grc

Na imagem acima podem ser vistos os comandos ifconfig, df, mount e make sendo executados no shell ZSH e com suporte a cores via grc.

Configuração.

Tendo instalado a bagaça, acrescente em seu ~/.bashrc ou ~/.zshrc as seguintes linhas:

GRC=`which grc`
if [ "$TERM" != dumb ] && [ -n "$GRC" ]
then
    alias colourify="$GRC -es --colour=auto"
    alias cfg='colourify ./configure'
    alias configure='colourify ./configure'
    alias diff='colourify diff'
    alias make='colourify make'
    alias gcc='colourify gcc'
    alias g++='colourify g++'
    alias as='colourify as'
    alias gas='colourify gas'
    alias ld='colourify ld'
    alias netstat='colourify netstat'
    alias ping='colourify ping'
    alias traceroute='colourify /usr/sbin/traceroute'
    alias head='colourify head'
    alias tail='colourify tail'
    alias dig='colourify dig'
    alias mount='colourify mount'
    alias ps='colourify ps'
    alias mtr='colourify mtr'
    alias df='colourify df'
fi
entradas para o .bashrc
entradas para o .bashrc

Tomei a liberdade de criar o alias cfg porque o alias configure não funciona, logo, em vez de usar ./configure, use um simples cfg!

Utilização.

Beleza, programa instalado, shell configurado, resta agora testar.

Rodando o comando tail no log do squid (como root):

squid-root

Rodando o comando tail no log do squid (como usuário anormal):

squid-user

Rodando o comando mount (como root):

mount-root

Rodando o comando mount (como usuário anormal):

mount-user

Compilando como root:

feio sim.. mas rápido!
feio sim.. mas rápido!

E agora como usuário normal:

$ cfg
$ make
$ sudo make install

Este slideshow necessita de JavaScript.

Conclusão.

Com o grc instalado torna-se desnecessária a instalação do Colormake, pois o grc atinge um maior número de programas que o colormake.

Inté!

Anúncios
How-To :: um pouco mais de cores com o grc

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s