How-To :: Void Linux (instalação)


E hoje, veremos a instalação do Void Linux, uma distro otimizada, bastante similar ao antigo Arch Linux e que diferentemente de outros sistemas não utiliza os inits: Systemd, SystemV, OpenRC ou UpStart, mas sim o Runit

A distribuição.

O Void Linux é um sistema operacional baseado no monolítico kernel Linux®. Seu gerenciamento de pacote permite rapidamente instalar, atualizar ou remover pacotes, pacotes estes que podem ser binários ou que podem ser compilados dos sources via xbps-src.

Atualmente disponibiliza mais de 6000 pacotes otimizados para as arquiteturas: x86, x86_64, ARMv6, ARMv7, existindo ainda a possibilidade de compilação, seja nativa ou por cross compiling de qualquer pacote disponível em XBPS source packages collection.

Fork?

O Void Linux é uma distribuição independente, desenvolvida por voluntários.

Diferentemente de milhões (eles dizem trilhões rsrs), o Void não é uma modificação de uma distribuição existente, seus gerenciadores de pacotes e de empacotamentos foram escritos “from scratch” sob licença BSD.

Rolling release.

Instale uma vez, atualize diariamente e seu sistema estará sempre atualizado! 🙂

Novos pacotes serão empacotados tão breve quanto for à sua adição aos repositórios Void.

Runit?

Utiliza o “runit” como o init padrão do sistema e supervisor de serviços.

O runit é um simples e efetiva ferramenta para inicializar sistemas com o enfoque na supervisão confiável de serviços, maiores detalhes (incluindo sua utilização) podem ser vistos nos links abaixo:

http://www.voidlinux.eu/usage/runit/

http://smarden.org/runit/index.html

LibreSSL.

É a primeira distribuição a substituir o a biblioteca OpenSSL pela LibreSSL.

Após o Heartbleed (bug na biblioteca SSL), acreditam que o projeto OpenBSD é o mais qualificado para fornecer uma solução mais segura.

xbps.

O xbps é o gerenciador de pacotes nativo do sistema, escrito sob a licença BSD.

Ele ermite rapidamente instalar, atualizar ou remover softwares, além disso possibilita identificar bibliotecas compartilhadas incompatíveis e dependências enquanto atualiza ou remove pacotes (fora outras), sobre sua utilização, veja a página abaixo:

http://www.voidlinux.eu/usage/xbps/

https://wiki.voidlinux.eu/XBPS

xbps-src.

O xbps-src é o sistema de empacotamento do Void Linux, também escrito sob a licença BSD.

Constrói softwares em containers através do uso de namespaces, proporcionando isolamento de processos e montagens (entre outros). Não é necessário rodá-lo como root, além disso, o xbps-src pode construir nativamente ou compilação cruzada (cross compiling) para uma máquina alvo, e suporta múltiplas bibliotecas C (glibc e MUSL atualmente).

Para maiores detalhes sobre o xbps-src, veja o link abaixo:

https://github.com/voidlinux/void-packages/

O bê-á-bá?

O básico para a instalação e configuração do VOid Linux, podem ser vistos nos links abaixo:

https://wiki.voidlinux.eu/Installation

https://wiki.voidlinux.eu/Post_Installation

Parte deste artigo e a parte de configuração do Void Linux baseiam-se nos links acima.

Wiki?

Sim, tem wiki:

https://wiki.voidlinux.eu/Main_Page

Fórum?

Em caso de problemas, não deixe de se inscrever no fórum abaixo:

https://forum.voidlinux.eu/

Para concluir esta breve? introdução, convém dizer que a mesma não é uma documentação oficial, sendo parte retirada diretamente da página oficial (e com tradução livre).

Download.

Baixe uma das imagens de instalação com o ambiente desejado em:

http://repo.voidlinux.eu/live/current/

Aqui optei pela imagem i686 NetInstall, ou seja, sem ambiente gráfico:

$ wget -c http://repo.voidlinux.eu/live/current/void-live-i686-20151110.iso

Instalação.

E tendo gravado a mídia, carregue o CD ou pendrive, seguindo as imagens a seguir como exemplo:

Tela de início do LiveCD...
Tela de início do LiveCD…
Carregamento do LiveCD, onde já se vê o init padrão do Void Linux, o "runit"
Carregamento do LiveCD, onde já se vê o init padrão do Void Linux, o “runit”
Tela de login do LiveCD (observe os usuários e senhas)
Tela de login do LiveCD (observe os usuários e senhas)

Para iniciar a instalação, execute:

# void-installer
Início do Void Installer
Início do Void Installer
Seleção do teclado...
Seleção do teclado…
Seleção do teclado...
Seleção do teclado…
Configuração da rede...
Configuração da rede…
Configuração da rede...
Configuração da rede…
Configuração da rede...
Configuração da rede…
Configuração da rede...
Configuração da rede…
Seleção da fonte de instalação...
Seleção da fonte de instalação…
Seleção da fonte de instalação... (Local)
Seleção da fonte de instalação… (Local)
Escolha do hostname...
Escolha do hostname…
Escolha do hostname...
Escolha do hostname…
Seleção dos Locales...
Seleção dos Locales…
Seleção dos Locales...
Seleção dos Locales…
Seleção do Timezone...
Seleção do Timezone…
Seleção do Timezone...
Seleção do Timezone…
Definição da senha do root...
Definição da senha do root…
Definição da senha do root... (senha não visível)
Definição da senha do root… (senha não visível)
Definição da senha do root... (senha não visível)
Definição da senha do root… (senha não visível)
Configuração do Bootloader (Grub)...
Configuração do Bootloader (Grub)…
Configuração do Bootloader (seleção do dispositivo)...
Configuração do Bootloader (seleção do dispositivo)…
Escolha da partição alvo da instalação...
Escolha da partição alvo da instalação…
Escolha da partição alvo da instalação...
Escolha da partição alvo da instalação…
Escolha da partição alvo da instalação...
Escolha da partição alvo da instalação…
Em máquinas mais atuais escolha GPT (aqui optei por DOS)...
Em máquinas mais atuais escolha GPT (aqui optei por DOS)…
Criação de 2 partições via cfdisk (lembre-se de marcar a partição raiz como bootável e de selecionar os tipos de sistemas de arquivos), ao final tecle ENTER em "Write"...
Criação de 2 partições via cfdisk (lembre-se de marcar a partição raiz como bootável e de selecionar os tipos de sistemas de arquivos), ao final tecle ENTER em “Write”…
Configuração dos pontos de montagem...
Configuração dos pontos de montagem…
A partição raiz...
A partição raiz…
O sistema de arquivos ext4...
O sistema de arquivos ext4…
O ponto de montagem definido: /
O ponto de montagem definido: /
Confirmação da formatação...
Confirmação da formatação…
A escolha da partição SWAP...
A escolha da partição SWAP…
Confirmação da formatação...
Confirmação da formatação…
Para continuar, tecle TAB até a opção "Back)
Para continuar, tecle TAB até a opção “Back)
Tecle ENTER para iniciar a instalação...
Tecle ENTER para iniciar a instalação…
Confirmação da instalação...
Confirmação da instalação…
Formatação em andamento...
Formatação em andamento…
Cópia dos arquivos...
Cópia dos arquivos…
Configurações finais...
Configurações finais…
Configurações finais...
Configurações finais…
Término da instalação.
Término da instalação.

A seguir, veremos a configuração do Void Linux:

How-To :: Void Linux (configuração)

t+

Anúncios
How-To :: Void Linux (instalação)

7 comentários sobre “How-To :: Void Linux (instalação)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s