How-To :: kernel gentoo-sources


E agora veremos como instalar e compilar o kernel gentoo-sources no Funtoo.

kernel gentoo-sources 4.6.0 no Funtoo + OpenBox
kernel gentoo-sources 4.6.0 no Funtoo + OpenBox

E tudo começa com o tradicional:

$ sudo emerge --sync

Feito isto, verifique a listagem dos kernels instalados com:

$ eselect kernel list

Pronto! vamos então para a instalação do kernel gentoo-sources, lembrando que o kernel padrão do Funtoo é o debian-sources:

$ sudo emerge -av sys-kernel/gentoo-sources sys-kernel/genkernel

Após a instalação e descompactação dos sources do kernel em /usr/src, de volta ao eselect

$ eselect kernel list

E com o próprio eselect, selecione o valor correspondente a versão do kernel gentoo-sources, exemplo:

$ sudo eselect kernel set 1

Ou manualmente, você também pode fazer assim:

$ sudo rm -rf /usr/src/linux
$ sudo ln -sf /usr/src/linux-$VERSION-gentoo /usr/src/linux

Onde em linux-$VERSION-gentoo, tome como exemplo, linux-4.6.0-gentoo.

Compilação.

Entre no diretório linux-$VERSION-gentoo, ou no link simbólico /usr/src/linux:

$ cd /usr/src/linux

Execute os comandos a seguir:

$ su <senha-de-root>
# make clean && make distclean && make mrproper

Continue com:

# zcat /proc/config.gz > /usr/src/linux/.config

E ainda:

# make silentoldconfig

* será necessário teclar ENTER nas novas opções da config do kernel atual, para pular isto, execute em vez de make silentoldconfig:

# make olddefdconfig

E se achar necessário desmarcar ou habilitar algum módulo, execute também:

# make menuconfig

* Lembre-se de salvar sua config em caso de alteração!

Daí execute os comandos abaixo e vá tomar um cafezinho ou jogar uma partidinha no console etc…

# make all -s -jN

Substitua N pelo nº de clocks do seu processador acrescido de +1, logo, num quadcore N=5

Caso goste de ver aquela sopa de letrinhas passando pelo terminal, basta retirar a opção -s do comando acima

Após a longa espera, execute:

# make modules_install

E copie as configs para a pasta /boot:

# cp -av .config /boot/config-4.6.0-gentoo
# cp -av System.map /boot/System.map-4.6.0-gentoo
# cp -av arch/x86/boot/bzImage /boot/kernel-4.6.0-gentoo

Com o genkernel, crie uma initrd:

# genkernel --install initramfs

Então, entre em /boot afim de ajustar os links para o novo kernel:

# cd /boot
# ln -sf config-4.6.0-gentoo config
# ln -sf System.map-4.6.0-gentoo System.map
# ln -sf kernel-4.6.0-gentoo bzImage

Restará então, apenas 3 comandos (atualizar o Grub, gravá-lo e reiniciar o sistema):

# boot-update
# grub-install --target=i386-pc --no-floppy /dev/sda # ver observação abaixo!!!
# reboot

Independente do tipo, se MBR, GPT, UEFI, não deixe de ler o artigo abaixo:

Installing the boot loader

Observações.

Caso tenha necessidade de recriar algum módulo, veja também:

Reinstalling external kernel modules

E convém dizer, que caso tenha a pretensão de proteger o kernel atual durante uma atualização completa do sistema, não deixe de ver isto:

Protecting kernel sources

Assim, ao executar emerge –ask –depclean, o kernel anterior não será removido.

Na próxima dica demonstrarei como instalar esse kernel no Debian Jessie.

IntÉ! +

Anúncios
How-To :: kernel gentoo-sources

4 comentários sobre “How-To :: kernel gentoo-sources

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s