Fazendo VCDs e SVCDs em Linux. Mencoder.


Autoria de Alberto Federman Neto, albfneto

Atualizado em 9 de Junho de 2016.

Recente, publiquei aqui dois Artigos: Um sôbre Formatos e Conversão de Vídeo e outro sôbre Fazer DVDs com DVDStyler.

Neste Artigo, mostro como se fazem VCDs e SVCDs , de um modo simples.

INTRODUÇÃO:

Se você leu meus outros Artigos, agora sabe que pode fazer DVDs personalizados.

Mas vamos supor que seja um Filme simples, que você só vai assistir uma vez, ou se você quiser economizar mídias, gravar o seu filme em CD normal de 700 Mega, ou em CD ou DVD regravável, porque depois vai apagar…

a solução é usar o “Velho e Bom”,  formato Histórico… VCD ou seu melhoramento,  SVCD.

Para que vocês entendam, de um modo resumido, a diferença entre um Filme para DVD, e um para VCD e/ou SVCD  (mais detalhes) (ainda mais detalhes) e diferenças entre NTSC, PAL e PAL-M:

DVD: Extensão do Arquivo: mpg ou mpeg. Compressão e Codificação (Codec) é MPEG-2. Áudio Digital Estéreo ou 5.1. Codec de áudio, o mais usado é AC3, originalmente se usava PCM. Bitrate de Áudio: suporta até 1536 kbps, mas geralmente o padrão é usar 192 kbps para o áudio estéreo ou 384 kbps para o áudio 5.1.  Bitrate de Vídeo é 9800 kbps. Frequência de Amostragem do Som: 48000 Hz, 24 Bits. Resolução: 720×480 em NTSC e 720×576 em PAL. Agora, Alta definição, 1080 entrelaçado (1080i) ou Varredura Progressiva (1080p) tem sido usados. Tela 4:3 ou Widescreen 16:9.

SVCD: Extensão do Arquivo: mpg ou mpeg. Compressão e Codificação (Codec) é MPEG-2 (como no DVD) Áudio Digital Estéreo, 2 canais. Codec de áudio, originalmente era MP2 (mas agora AC3 tem sido mais usado).  Bitrate de Áudio: suporta até 384 kbps, mas geralmente o padrão é usar 144 kbps para o áudio estéreo. Bitrate de Vídeo é 2600 kbps Frequência de Amostragem do Som: 44100 Hz, 24 Bits.Resolução: 480×480 em NTSC e 480×576 ou 480×525 em PAL-M. 480×525 em PAL Europeu. Tela 4.3 ou Widescreen 16:9.

Quando foi desenvolvido o padrão SVCD, ele obrigava o uso de 16:9, e naquela época, nem todos os Aparelhos de DVD reproduziam 16:9. Nos aparelhos modernos e no SVCD atual, tanto o 4:3 como o 16:9 podem ser usados.

Aliás, nos aparelhos de DVD mais recentes, tanto a Resolução como a Definição dos Vídeos podem ser modificadas, que eles vão reproduzir. Nos Aparelhos antigos. a codificação precisava ser mais padronizada e mais rígida.

VCD: Extensão do Arquivo: mpg. Compressão e Codificação (Codec) é MPEG-1. Áudio Digital Estéreo, 2 canais. Codec de áudio, original era PCM, depois usou-se MP2 (mas agora AC3 tem sido mais usado).  Bitrate de Áudio: suporta até 224 kbps, mas geralmente o padrão é usar 144 kbps para o áudio estéreo. Bitrate de Vídeo é 1150 (NTSC) e 1152 (PAL) kbps. Frequência de Amostragem do Som: 44100 Hz, 16 Bits. Resolução: 352×240 em NTSC e 352×288 em PAL. Tela 4.3.

NTSC trabalha com 525 Linhas e 29,7 Fotogramas por segundo. PAL Europeu, com 625 Linhas e 25 Fotogramas por segundo. PAL-M (usado no Brasil) trabalha com 525 Linhas e 30 Fotogramas por segundo. Detalhes:

PAL

PAL-M

PAL-N

NTSC

Ainda, vê-se que modernamente, existem vídeos em PAL com 576 lInhas , e não 525  (como PAL-M típico ou NTSC) ou 625 (PAL-N):

VCD e SVCD não são formatos de Alta Definição, mas são suficientemente bons para serem assistidos nas TVs comuns.

Muito pouco usados nas Américas e na Europa, onde agora são considerados obsoletos, mas veremos que são úteis!

Entretanto, na Ásia são usados. Na China, provavelmente para não ter que pagar Royalties a emprêsas estrangeiras, (além de que SVCD é um formato Chinês) e no Japão, se usa por tradição e hábito, porque VCD é de Origem Japonesa e não Chinesa, e era o formato derivado dos antigos “Laser Video Discs“. O formato “Laser Video Disc” não é puramente  Japonês de origem, e sim da Phillips-Sony  (como o CD) e  foi popular no País, no começo dos anos 80.

2. BAIXAR OS VÍDEOS:

Baixe e salve os vídeos que quiser. Pode usar Navegador, ou Firefox com Downloadhelper, ou Youtube-dl ou ainda  Clipgrab, Cclive etc…

Baixou, salve numa pasta que conheça, exemplo /home/usuario/Desktop/Videos.

Para meus testes, baixei vários vídeos, vários assuntos. Para facilidade didática para este Artigo, renomeei dois dos  vídeos. Doravante, serão chamados Filme1.mp4 e Filme2.mkv.

3. CONVERTER OS VÍDEOS. MENCODER:

Você pode converter com o próprio Downloadhelper, no Firefox, ou usar conversores, como PiTiVi, Avidemux, Transcoder etc. Mas se não tiver instalado os Codecs adequados, a conversão será defeituosa.

Para fazer VCDs ou SVCDs, verifiquei ser prático e vantajoso usar o Mencoder, porque a conversão é fácil, rápida e perfeita!

Mencoder (um Software Livre) é um pacote importante, por isso, certamente o encontrará para sua Distro. Se quiser, instale o pacote tocador Mplayer, porque ele tem embutido  o Mencoder e vários Codecs junto. Aliás, são do mesmo desenvolvedor: Mencoder, Mplayer e SMPlayer.

o uso de ffmpeg poderia ser mais simples, mas em Sabayon Linux (que usa libav e não ffmpeg) a instalação deste último é mais complexa.

4. OPÇÕES DO MENCODER:

O Mencoder  funciona em linha de comando e tem muitas opções

(veja também aqui e aqui ). Várias delas nós usaremos, então vamos a elas, para que você possa entender:

-oac : Seleciona o Codec de Áudio, usaremos lavc, libavcodec.

-ovc: Seleciona o Codec de Vídeo, também usaremos lavc, libavcodec.

-of: Seleciona o container. Usaremos mpeg. Necessário e padrão para fazer VCDs, SVCDs e DVDs . Embora muitos Aparelhos de DVD domésticos possam reproduzir avi  e divix , e alguns reproduzem webm, mp4, os padrões usados são mpeg-1 para os VCDs e mpeg-2 para os SVCDs e DVDs.

-mpegopts: Opções do mpeg. Usaremos xvcd para o VCD e xsvcd para o SVCD .

-vf : Seleciona a escala da resolução. Usaremos una adequada, por exemplo 480:576 para fazer um SVCD PAL-M. Assim nosso vídeo PAL-M terá 576 Linhas. Se quiser padronizar use 480×525, que é o padrão PAL-M regular, o da TV comum no Brasil. Se chama “480i”, 480 Interlaced.

hardup é para manter o sincronismo, já que usaremos vídeos dublados ou já legendados em português.

-srate é a amostragem de Áudio. usaremos os 44100 Hz, padrão no VCD e SVCD. Lembre, no DVD é 48000 Hz.

-lavcopts são as opções dos Codecs. Usaremos mpeg1video no VCD e mpeg2video no SVCD.

-mbd : Número de passos, vêzes, em que a codificação é feita. Usaremos um passo no VCD e dois no SVCD.

-keyint é o número de imagens em um grupo. Usaremos 15 para PAL e 18 para NTSC, como no Tutorial (veja abaixo, no comando) mas há páginas na Internet que reportam que quando se usam 24, 25 quadros por segundo, o máximo é 15.

lavcrsample é a amostragem de áudio no Codec. Usaremos 44100 Hz.

vrc_buf_size é o tamanho do Buffer. Usaremos 327 no VCD e 917 no SVCD.

vbitrate é o bitrate de Vídeo. Usaremos 1152 (o máximo), para PAL , e 2500 para NTSC (o máximo é 2600). vrc_maxrate é onde podemos indicar o máximo. Para comparação, usa-se 6000 para DVDs.

acodec é o Codec de Áudio. Usaremos o clássico (nos VCDs e SVCDs) mp2, embora é crescente o uso do AC3.

Nota: Se você quer usar AC3, substitua, nos comandos dados no ítem 5, -oac lavc por -oac lavcac3enc . Se seu vídeo já está  com Áudio em AC3, simplesmente substitua por –oac copy. Isso copia o Áudio, invés de recodificar.

abitrate é o Bitrate de Áudio. Usaremos 224, indicado no Tutorial (veja abaixo) que seguí. O clássico é usar 144 para VCDs e SVCDs (veja por exemplo, neste filme padrão) e 192 para os DVDs. Entretanto há muitos valores possíveis de bitrate de áudio e samplerate.

aspect é a Tela, o Aspecto. Usaremos 16:9 (eu gosto), embora o clássico em VCDs e SVCDs seja usar 4:3.

-ofps : É o número de Fotogramas por segundo, que dá a noção de movimento. Pode-se Usa-se muitos quadros por segundo, entre 1001 e 30000 para DVDs, e às vêzes, para NTSC

É para melhorar o movimento e não ter cintilação. Mas também há vídeos que usam 24, 25 (um padrão antigo em NTSC ) embora hoje se use 30 ou 60, para NTSC) ou 29 quadros por segundo. Eu usei 30, para uniformizar com o Padrão Brasileiro  PAL-M.

5. CONVERTENDO O SEU VÍDEO:

Agora que sabemos o que faz cada opção de Mencoder, vamos começar a Brincadeira Divertida.

Vá para a Pasta onde você salvou os Vídeos, e abra um Terminal nela, e execute o COMANDO

$ cd /
$ cd home/usuario/Desktop/Videos
$ COMANDO

Agora o Mérito não é meu, nem foi por tentativa e erro. Me baseei na excelente Documentação Original do Time de Desenvolvedores do Mplayer e do Mencoder, Hungria.

Para facilitar, colocarei o comandos do Mencoder aqui. No terminal que abriu, veja acima, substitua COMANDO por:

SVCD PAL. É para um SVCD em modo PAL-M. Este é que gosto e mais uso:

mencoder -oac lavc -ovc lavc -of mpeg -mpegopts format=xsvcd -vf \
    scale=480:576,harddup -srate 44100 -af lavcresample=44100 -lavcopts \
    vcodec=mpeg2video:mbd=2:keyint=15:vrc_buf_size=917:vrc_minrate=600:\
vbitrate=2500:vrc_maxrate=2500:acodec=mp2:abitrate=224:aspect=16/9 -ofps 30 \
    -o nome_do_filme.mpg nome_do_filme_baixado.ext

Note que usei 30 fps para o número de quadros por segundo e o arquivo convertido terá tem 576 linhas de resolução vertical. Portanto, é um Filme SVCD PAL-M modificado.

Após a conversão, encontrará na pasta o arquivo nome_do_filme_convertido.mpg

Para fazer um Filme SVCD em NTFS ou um VCD, Substitua COMANDO por:

SVCD NTSC:

mencoder -oac lavc -ovc lavc -of mpeg -mpegopts format=xsvcd  -vf \
    scale=480:480,harddup -srate 44100 -af lavcresample=44100 -lavcopts \
    vcodec=mpeg2video:mbd=2:keyint=18:vrc_buf_size=917:vrc_minrate=600:\
vbitrate=2500:vrc_maxrate=2500:acodec=mp2:abitrate=224:aspect=16/9 -ofps 30000/1001 \
    -o filme_convertido.mpg nome_do_filme_baixado.ext

VCD PAL:

mencoder -oac lavc -ovc lavc -of mpeg -mpegopts format=xvcd -vf \
    scale=352:288,harddup -srate 44100 -af lavcresample=44100 -lavcopts \
    vcodec=mpeg1video:keyint=15:vrc_buf_size=327:vrc_minrate=1152:\
vbitrate=1152:vrc_maxrate=1152:acodec=mp2:abitrate=224:aspect=16/9 -ofps 30 \
    -o filme_convertido.mpg filme_que_voce_baixou.ext

VCD NTSC:

mencoder -oac lavc -ovc lavc -of mpeg -mpegopts format=xvcd -vf \
    scale=352:240,harddup -srate 44100 -af lavcresample=44100 -lavcopts \
    vcodec=mpeg1video:keyint=18:vrc_buf_size=327:vrc_minrate=1152:\
vbitrate=1152:vrc_maxrate=1152:acodec=mp2:abitrate=224:aspect=16/9 -ofps 30000/1001 \
    -o nome_para_o_filme_convertido.mpg nome_do_filme_baixado.ext

Desejando tomar partido de ter vários núcleos no seu processador e aproveitá-los para o processamento do vídeo, adicione aos comandos acima a opção: threads=numero_de_nucleos.

A Sintaxe da opção é algo como no exemplo abaixo, depois de video bitrate:

bitrate=XXXX:threads=1 a 18

Assim, se você tiver 4 núcleos no seu processador, será 4.

A conversão funciona bem e é rápida:

Mencoder convertendo um Vídeo.
Mencoder convertendo um Vídeo.

Finalizada a conversão, você encontrará na pasta um Vídeo com extensão mpg. A extensão (ext) nos comandos, o video de entrada, o que baixou, antigamente era quase sempre avi, mas nos dias atuais, mp4 é o mais popular.

Em todo  caso, verifiquei em meus testes que pode ser qualquer formato, inclusive webm e matroska (mkv). Facilita bastante se você partir de vídeos já dublados ou já com legenda única em Português.

6. QUEIMANDO E FAZENDO SEU VCD OU SVCD:

Agora é simples. Principalmente VCD, seu arquivo vai ficar pequeno e poderá caber em um CD comum, de 700 Mega.

Queime como “Projeto de CD de Vídeo”, em K3B.

Mas suponha ficou um pouco grande, não cabe no CD. Não há problema, testei e funciona.

Grave em um DVD, como “Projeto de Dados”, mesmo. Não haverão Menus, Capítulos etc… mas somente os Arquivos, mas será totalmente assistível.

Podem caber até três ou 4 Filmes em um único DVD.

7. COMPLEMENTOS E CONCLUSÃO:

O Artigo  é um Tutorial que descreve como fazer VCDs e/ou SVCDs em Linux, por um Método fácil.

Experimente como uma alternativa mais simples a fazer um DVD, para filmes que você vai assistir só uma vez e depois não liga muito e pode até apagar.

Você vai se surpreender ao assistir, porque eu fiquei surpreso. A qualidade é excelente, principalmente SVCD. Quase como se fosse um DVD. Pelo menos na minha TV, uma das primeiras digitais. É uma Samsung LCD (ainda com Display de cristal líquido, não LED), 21 polegadas. Ela não recebe sinal de TV aberta digital, mas eu coloquei um conversor digital nela.

Ao reproduzir meus VCDs, SVCDs e DVDs ( com Aparelho de DVD Haier 6200) a qualidade de  imagem e som é perfeita.

Complementos: Fazendo experimentos, descobrí que os Filmes em SVCD PAL feitos  da maneira descrita neste Artigo, são excelentes também para serem usados como entrada (diretamente em mpg, codificado com MPEG-2) no DVDStyler, para fazer DVDs.

Mais detalhes sôbre como usar o Mencoder:

MEncoder Arch Wiki.

MPlayer, The Movie Player.

Detalhes sôbre arquivos de Áudio e Vídeo.

Pode-se usar o Mencoder para fazer Filmes para DVDs também.

Originalmente, ao ser desenvolvido, o DVD usava PCM como codificador de Áudio. VCD e SVCD usavam mp2. Mas nos últimos anos, a tendência é substituir ambos por AC3, por causa da qualidade do som obtido. Detalhes acerca dos Codecs:

List of Codecs.

 

Anúncios
Fazendo VCDs e SVCDs em Linux. Mencoder.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s