Brincando com os Efeitos 3D. Variando o Compositor.


Autoria de Alberto Federman Neto, albfneto

Correção e Atualização:  2 de Agosto de 2017.

Desde que comecei a utilizar Linux diáriamente, gosto de usar várias interfaces gráficas, cada dia uma diferente. e de brincar com os efeitos3D.

Hoje, no computador com Sabayon Linux, abri a sessão em XFCE (e não em KDE).

Pré-requisitos: Instale todos os pacotes de  OpenGL, MesaCompiz-Fusion, Compiz, XFCE, Xfwm4 e Compton. NO Sabayon Linux, é mais prático usar o RIGO, pois você poderá ver os nomes de todos os pacotes necessários.

Instale os drivers proprietários, ou livres, e a GPU da sua placa Intel, NVIDIA ou AMD-ATI. Sua aceleração 3D tem que estar ativa.

Também, para obter mais FPS, desative, o sincronismo vertical. Isso pode ser feito com um comando: “export vblank_mode=0“. Teste agora, usando o comando “glxgears“.

Teste de Aceleração 3D Ativa.

No meu Sabayon Linux, descobri que com o Compton ativo (veja abaixo) é precisotambpem desativar o “multiprocesso” do Firefox, porque senão, muito processamento gráfico é ocupado e a tela fica toda branca, não se enxerga mais nada.

O Compositor padrão é Xfwm4Tema das barras de janelas é Wallis. O Esquema de cores é o Green-Submarine.  O tema dos Ícones é o Faenza Radiance. O Papel de Parede é o Sabayon- Squares, de antigas versões de Sabayon, e achado dentro do pacote Sabayon Artwork Nostalgia.

O Relógio Analógico, que eu gosto muito, é o Cairo-Clock, com o tema Anticko. O terminal é o padrão do XFCE, o XFterminal.

Eis a Tela inicial, com as opções e o Compositor ativado:

Tela mostrando terminal (XFTerminal) com Xfwm4, Ativo.

Agora, vamos desligar o Compositor. Isso pode ser feito em: “Menu do XFCE”, “Configurações”, “Gerenciador de Configurações”, “Ajuste do Gerenciador de Janelas”, “Compositor”. Desmarque a caixa escrita “Habilitar Composição de Tela”.

Obtém-se uma imagem assim:

 

Tela mostrando o Terminal, agora com o Compositor Desativado.

Agora, vamos trocar o Compositor, para o Compton. Se você estiver usando o Xfwm4, com a composição ativa, precisa desativá-lo, como acima.

Depois “mate” o processo dele. Isso é feito abrindo um terminal e digitando o comando “killall xfwm4”:

Matando o Processo do Compositor Xfwm4.

Em meus testes, ví que, pelo menos em Sabayon, não funciona se você não “mata” o Xfwm4, . De acordo com outros autores, em Ubuntu dá, sem matar o processo.

Agora, ative o Compton, simplesmente digitando “compton” ou “compton -c” em um terminal.

Eis o XFCE do Sabayon, com Compton ativado e efeito “Transparência Total”, na Janela do terminal e Janela do Desktop, papel de Parede.

Compton. Terminal e Janela do Desktop, Ambas Transparentes.

Se desejar, configure o Compton. Isto pode ser feito por edição do Arquivo de Configuração , ou através de uma interface gráfica.

Eu não o fiz porque gosto mais de Compiz-Fusion.

Agora, vamos ao Compiz-Fusion. Ativado através do prático ativador Fusion-Icon.

O Decorador de Janelas é o Emerald. O Tema é Slate Horn Blue. Efeito mostrado é o de Janela Gelatinosa.

Sabayon Linux, Compiz-Fusion, Decorador de Janelas: Emerald. Efeito de Janelas Gelatinosas.

Portanto, nesta Dica, demonstro que ser possível trocar o Compositor e os efeitos 3D, em uma Sessão XFCE já aberta. De maneita análoga, funciona em LXDE e MATE.

Em meus testes, verifiquei que Compiz-Fusion e Compton não funcionam muito bem em KDE, e principalmente, não funcionam nada bem em GNOME3 e Cinnamon.

Também fiz alguns testes preliminares (com bons resultados) com o Compton, em uma sessão aberta em LXDE.

O Sabayon é uma  ótima distribuição para testar isso, pois sendo totalmente modular, é compatível com múltiplos ambientes gráficos e compositores.

Assim , você pode, se quiser, trocar de tipo de Sessão e/ou de efeitos 3D, todo dia. Como mostrei a um tempinho atrás, com KDE (veja neste Artigo e neste outro).

Até a próxima!

 

Anúncios
Brincando com os Efeitos 3D. Variando o Compositor.

Um comentário sobre “Brincando com os Efeitos 3D. Variando o Compositor.

  1. Alberto, sobre o configurador gráfico para o Compton é fácil instalá-lo, fiz um SlackBuild para ele:

    https://slackbuilds.org/repository/14.2/desktop/compton-conf/

    Requer apenas o próprio compton e o lxqt-build-tools:

    https://github.com/lxde/lxqt-build-tools

    * e este requer o qt5.

    Não uso Compiz porque geralmente uso o OpenBox como WM e ambos não podem rodar simultaneamente, mas se estiver usando MATE ou XFCE uso-o sim.

    Interessante que sempre que usei Compiz no KDE o desempenho era melhor que com os efeitos do Kwin, vai entender?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s