Pequenas Dicas Para Sabayon e Outros Linux. Parte 2.


Autoria de Alberto Federman Neto, albfneto

  Atualizado em 15 de Junho de 2018.

Para a Primeira Parte,  Dicas 1 a 15acesse este Artigo.

Esta Segunda Parte,  publicou as  Dicas de 16 a 30.

A Terceira Parte, publicará as Dicas de 31 a 45.

Introdução:

Aproveitando que, neste excelente Blog do Amigo Edinaldo, EDPS, as contribuições podem ser facilmente editadas e atualizadas, inicio aqui a segunda parte das Dicas…

São Dicas Simples…. Espero que sejam úteis aos Iniciantes e aos Aficionados do Linux.

São pequenas Dicas, para resolver problemas simples, em Sabayon e/ou outras Distribuições Linux, bem como comandos diferentes, não usuais etc…

Índice das Dicas:

16. Tirar o Teclado Virtual da Tela de Login do KDE5.

17. Como desligar e reiniciar sem usar senha de Root.

18. Como ver todos os usuários logados em um máquina ou servidor.

19. Sites para postar imagens.

20. Uma Sugestão, Usem Krusader.

21. Scripts para Apagar a Tela do Terminal Após a execução de um Comando ou outro Script.

22. Onde Achar Sabayon Linux em Versões Antigas.

23. OpenSUSE Tumbleweed. Tecla  BackSpace e Letra “b”, não Funcionam no Terminal.

24. OpenSUSE Tumbleweed. Sem Áudio, sem Som.

25. Consertando Entropy quebrado, em Sabayon Linux.

26. Consertando Acessos, Montando e Acessando as Partições. Método “A Velha Escola”, “A La Dinossauro”.

27. Sabayon Atualizado, não tem mais Aceleração Gráfica. Placa de Vídeo AMD-ATI.

28. Compilador GCC Ainda  não funciona em Sabayon Linux. Portage não instala pacotes.

29. Sabayon Linux sem Espaço no Diretório Temporário, para as Atualizações.

30. Dica: seu Linux está travando, vai travar! Como resetar com segurança.

16. Tirar o Teclado Virtual da Tela de Login do KDE5.

Nas versões mais recentes de Sabayon Linux, 17.11,  18.01 e 18.02 : FTP ou HTTP, Daily Build ou FTP ou HTTP, Monthly Build.

Se você baixar as ISOs com KDE5, a Tela de Login dela (SDDM), apresentará (por default) um teclado virtual para você entrar no sistema, digitando ou marcando a senha com o mouse.

É o Qt5 VirtualKeyboard. Particularmente eu gosto e uso.

Mas você pode não gostar e querer remover… Para isso, é simples. Abra o seu editor de texto favorito, em modo Root, no arquivo /etc/sddm.conf . Eu uso mais o Kate e o Geany, mas o padrão é o Kwrite.

 
$ kdesu (ou kdesudo) SEU_EDITOR_FAVORITO

O arquivo, você deve deixar como abaixo. Vá na sessão [General] para ver e edite. Pra remover o teclado, remova a linha na frente de “InputMethod=” ou deixe em “ibus”.

[Autologin] 
# Autologin again on session exit 
Relogin=false 
 
# Autologin session 
Session=default 
 
# Autologin user 
User=sabayonuser 
  
[General] 
# Halt command 
HaltCommand=/usr/bin/systemctl poweroff 
 
# TECLADO VIRTUAL,REMOVER PARA TIRAR:
# InputMethod=qtvirtualkeyboard
# DEIXE ASSIM:
InputMethod=

OU AINDA, ASSIM
# Sabayon: Set default inputmethod back to ibus. See: https://github.com/sddm/sddm/pull/
940 
InputMethod=ibus 
 
# Initial NumLock state 
# Valid values: on|off|none 
# If property is set to none, numlock won't be changed 
Numlock=none 
 
# Reboot command 
RebootCommand=/usr/bin/systemctl reboot 
 
 
[Theme] 
# Current theme name 
Current=sabayon-artwork-sddm-default 
 
# Cursor theme 
CursorTheme= 
 
# Face icon directory 
# The files should be in username.face.icon format 
FacesDir=/usr/share/sddm/faces 
 
# Theme directory path 
ThemeDir=/usr/share/sddm/themes 
 
 
[Users] 
# Default $PATH 
DefaultPath=/bin:/usr/bin:/usr/local/bin 
 
# Hidden shells 
# Users with these shells as their default won't be listed 
HideShells= 
 
# Hidden users 
HideUsers= 
 
# Maximum user id for displayed users 
MaximumUid=65000 
 
# Minimum user id for displayed users 
MinimumUid=1000 
 
# Remember the session of the last successfully logged in user 
RememberLastSession=true 
 
# Remember the last successfully logged in user 
RememberLastUser=true 
 
 
[XDisplay] 
# Xsetup script path 
# A script to execute when starting the display server 
DisplayCommand=/usr/share/sddm/scripts/Xsetup 
 
# Minimum VT 
# The lowest virtual terminal number that will be used. 
MinimumVT=1 
 
# X server path 
ServerPath=/usr/bin/X 
 
# Xsession script path 
# A script to execute when starting the desktop session 
SessionCommand=/usr/share/sddm/scripts/Xsession 
 
# Session description directory 
SessionDir=/usr/share/xsessions 
 
# Xauth path 
XauthPath=/usr/bin/xauth

17. Como desligar e reiniciar sem usar senha de Root.

Nas Distros com Systemd, como o Sabayon.

Se você quiser, pode modificar seu sudo, com o editor visudo. Veja como  neste meu Artigo.

Coloque, no arquivo /etc/sudoers, estas linhas:

 
usuario hostname =NOPASSWD: /usr/bin/systemctl poweroff,/usr/bin/systemctl halt,/usr/bin/systemctl reboot

Em muitos casos mais simples, você pode não querer mexer no seu sudo, então prefira simplesmente, criar atalhos no seu arquivo ~/.bashrc . Edite-o e coloque nele as linhas:

 
alias reboot="sudo systemctl reboot"
alias poweroff="sudo systemctl poweroff"
alias halt="sudo systemctl halt"

Bastará agora usar os comandos “reboot”, “poweroff” ou “halt”. A senha será pedida automático, se necessária.

Ou instale um pacote chamado polkit (pode já estar instalado na Distro) e cheque com o comando:

 
loginctl show-session $XDG_SESSION_ID --property=Active

Se a resposta for “yes”, está ativo. Bastará executar  como usuário comum:

 
$ systemctl poweroff
$ systemctl reboot

Mais  simples ainda, instale o pacote systemd-sysv-utils. Os comandos “reboot”, “halt” e “poweroff” funcionarão direto como usuário comum.

Outros métodos são possíveis, mas alteram permissões, ou usam edições especiais. Para mais detalhes, veja este post.

18. Como ver todos os usuários logados em um máquina ou servidor.

A ideia não é minha, é uma sugestão do amigo Marcelo  Oliver, do Site Viva o Linux.

Em um terminal, digite o comando composto:

 
$ awk -F":" '($3>=1000&&$3<65534) {print $1}' /etc/passwd

19. Sites para postar imagens.

Aqui, uma pequena Dica, com sugestões de Sites para você postar imagens. Todo mundo usa,  seja Linuser ou não!

Muitas vezes, precisamos colocar uma imagem em um Site. Muitos sites não as aceitam direto, principalmente Foruns. Então as postamos em Sites para isso, Também usamos para guardar as imagens, na nuvem.

vários sites para isso . Muitos mesmo, a começar pelo mais conhecido, o Image Shack. Mas alguns são pagos, e em outros, há necessidade de cadastrar para que a imagem não vença etc..

Um dos melhores, e o que mais usamos, é o Imgur. Ele é bonito, tem muitos recursos, pode-se criar álbuns etc…

Mas você pode optar por outros. Experimente também: O Upload de Imagens; o Post Images; File Dropper; Tiny Pic; Imagem Brasil ; Image Chilli, o IMG Bb e seu Site Brasileiro.

No OnPaste,   e no SnagGy , você pode editar e fazer a imagem e um screenshot dela.

20. Uma Sugestão, Usem Krusader.

Aqui uma Sugestão.

Se vocês usam distros Rolling Release (meio que instáveis, né?, quem usa sabe!), tem mais de uma distro ou partição ou querem copiar muita coisa (documentos, vídeos etc), usam KDE e querem consertar algo etc… etc…

Experimentem o Gerenciador de Arquivos Krusader. Eu uso a muito tempo, 10 anos já.

Porque eu sugiro o Krusader? Porque principalmente em modo Root:

 
$ kdesudo (ou kdesu) krusader

Ele acessa tudo, monta tudo, dribla aquelas proteções do PAM e do Polkit etc… permite editar tudo, copiar, montar dispositivos, deletar, cria diretórios, move, expande, comprime muitas opções!

Claro, em modo Root, recomendo cuidado. Mas com cuidado, pode usar.

Eis aqui, no Sabayon Linux, o Krusader aberto. no lado esquerdo,  o diretório /etc do meu Sabayon de testes, partição /dev/sdb7 e no lado direito o diretório /etc do meu Sabayon de boot, o principal.

Gerenciador de Arquivos para KDE: Krusader, aberto em modo Root.

Note que tudo acessa, tudo monta etc.. e está sob Root, vc pode editar, mexer etc…. para resolver problemas é uma Mão na Roda.

21. Scripts para Apagar a Tela do Terminal Após a execução de um Comando ou outro Script.

Se você deseja que sua tela fique vazia e limpa, após  a execução de alguma coisa, em um terminal.

Embora haja várias maneiras de fazer isso, eis (no link) dois Shell Scripts para isso. Novamente, as idéias não são minhas. Créditos (2018) a Flexoron e Linuxfluester (usuários de Sabayon Linux):

Veja: Konsole/Terminal, Clear the Screen at the End of the Screen.

22. Onde Achar Sabayon Linux em Versões Antigas.

O Sabayon é Rolling Release e as Daily Builds são refeita semanalmente, por isso, não é fácil achar Sabayon Linux antigo.

Aqui, alguns links onde pode achar algumas ISOs antigas:

Sabayon de 2013, 2014 e 2015.

Sabayon de 2016, 16.11.

Sabayon de 16 ao 18.03.Monthly

Sabayon 15.

Sabayon 5 e 13.

Observação: URLs de Sabayon antigos não são fáceis de achar, e não há garantia, caso algum link possa quebrar, pois são bem antigas.

Eu salvei as versões de 3 de Março de 2018, na minha área do Google Drive. Vai que alguém precise de um Sabayon um pouco antigo.

Sabayon Linux KDE Devel de Março de 2018.

Sabayon Linux,  XFCE Devel, de Março de 2018.

Sabayon MATE, Devel, de Março de 2018.

Também tenho os últimos Sabayon Full, 4.0r1,  64 Bits, completos e com todos os ambientes gráficos:

Sabayon Linux, 4.0r1, 32 Bits.

Sabayon Linux, 4.0r1, 64 Bits.

Se invés disso, quiser as mais novas versões, são estas:

Sabayon Daily Builds, FTP.

Sabayon Daily Builds, HTTP.

23. OpenSUSE Tumbleweed. Tecla  BackSpace e Letra “b”, não Funcionam no Terminal.

O  Notebook é este Itautec Infoway, de 2008. Com sistema Operacional OpenSUSE Tumbleweed de 32 Bits.

Após atualizações, a tecla BackSpace do XFCE-Terminal, avançava os caracteres, invés de retroceder.

Ao tentar solucionar, a tecla da letra “b” minúscula retornava “^?”.

Como consertei? Após reinstalar os pacotes bash e xfce-terminal , o problema da tecla BackSpace foi solucionado.

Para o da letra “b”, bastou desativar o bindkey (que eu havia editado), deixando o arquivo ~/.inputrc , assim:

 
# bindkey '^?' backward-delete-char

Para detalhes, veja:

Erros no Teclado, só no Terminal e no XTERM.

24. OpenSUSE Tumbleweed. Sem Áudio, sem Som.

Após  atualizar o OpenSUSE Tumbleweed de 32 Bits, sem nenhum som, inclusive com o ícone do alto-falante, no notificador, com um X vermelho.

Para ajudar a Comunidade, publico aqui. Eis como consertei (precisei mexer bastante!).

Primeira coisa, reinstale os pacotes de Pulseaudio e ALSA. Aproveite para instalar plugins e pacotes que você use (como Pavucontrol). Sugiro que use o YasT (“instalar e remover programas”) porque os pacotes são muitos. Use as palavras de busca “pulse” e “alsa”.

Feito isto, alguns comandos são úteis para identificar sua placa de áudio, plugins e módulos de kernel dela:

 
# lspci | grep -i audio
# cat /proc/sound/cards
# aplay -vv
# head -n 1 /proc/asound/card0/codec*
# cat /proc/asound/modules
# lsmod | grep ^snd

No meu caso, só tenho uma: Audio device: VIA Technologies, Inc. VT8237A/VT8251 HDA Controller (rev 10) com Chipset Conexant.

Verifiquei na rede que ela pode ser usada como se fosse uma HDA Intel ou Azalia.
:

Então configurei. Como se faz? Usando um editor de texto em modo Root (em XFCE, eu uso o Mousepad). Lembre que sudo gráfico no OpenSUSE, não é gksu ou gksudo, e sim  xdg-su -c

 $ xdg-su -c mousepad

Edite o arquivo /etc/modprobe.d/50-sound.conf, comente as linhas dele e deixe  editado assim:

# options snd-hda-intel model=6stack-dig enable=1 index=0
# u1Nb.jN8_s9AC_37:82801H (ICH8 Family) HD Audio Controller
alias snd-card-0 snd-hda-intel
options snd-hda-intel index=0 model=auto enable=1 vid=8086 pid=8ca0 

Aqui uma boa prática ao Iniciante. sempre que for editar algo importante, copie o arquivo original antes. Isso pode ser feito no próprio editor (dando outro nome ao arquivo aberto) ou com os comando:

$ cd /
$ cd ...../.... (CAMINHO OU PASTA ONDE ESTÁ O ARQUIVO)
$ sudo cp arquivo arquivo.original

Porque assim, qualquer erro, pode restaurar.

Crie o arquivo (se não existir) /etc/modprobe.d/alsa.base, e coloque nele essas linhas:

options snd_hda_intel index=0

Edite (ou crie, se não existir) o arquivo/etc/asound.conf. Coloque nele essas linhas:

pcm.!default {
    type plug
    slave.pcm {
        @func getenv
        vars [ ALSAPCM ]
        default "hw:CX20549"
    }
}

Atenção: NÃO EDITE os arquivos alsa-pulse.conf, apulse.confe asound-pulse.conf. Pois em meus testes, ao tentar editar, não funcionou mais e precisei restaurar os arquivos originais

Agora? TESTANDO O SOM. Simples, feche a sessão,reinicie o micro e teste, ouvindo música.

Espero ter ajudado!

25.Consertando Entropy Quebrado, em Sabayon Linux.

Descrição simples do problema: Você usa Sabayon Linux, e por alguma razão, ele não atualiza mais, ou não instala mais pacotes, e dá uma mensagem de “Banco de Dados Corrompido” ou “Banco de Dados Corrompido. Usando Banco de Dados em RAM”. Pode ser tipo isto:

entropy.db.exceptions.DatabaseError: database disk image is malformed

Solução, Método 1, mais fácil e mais seguro.

Vá para o diretório /var/lib/entropy/client/database/amd64 e mova seu arquivo equo.db para protegê-lo e desativá-lo:

 
$ cd /
$ cd var/lib/entropy/client/database/amd64 
$ sudo mv equo.db equo.db.desativado

Agora, copie um arquivo /var/lib/entropy/client/database/amd64/equo.db de uma outra instalação de Sabayon Linux que você tenha (funcionando). Se não tiver, copie mesmo de um Live DVD Sabayon, em Boot.

Force a atualização:

 
# equo up --force
# equo u -p (simule antes)
# equo u (atualize tudo)

Caso não resolva, use os métodos mais drásticos (e também menos seguros) que eu descreví na Dica 14 da primeira parte deste Artigo.

26. Consertando Acessos, Montando e Acessando as Partições. Método “A Velha Escola”, “A La Dinossauro”.

Procedimento abaixo, só para consertar Grub e partições não acessíveis ou não montáveis. Não modifique nada se seu Grub ou Fstab estiverem funcionando bem.

Nos Linux modernos, Grub etc…. identificam as partições automaticamente, através do UUID  ( Universally Unique Identifier).

As vantagens são relacionadas a que, em muitos casos, mesmo que o seu Grub seja alterado, ou modifique coisas, as partições continuam a ser reconhecidas.

Porém há casos extremos. Recentemente tive um problema, perdí o acesso (no micro) de um SSD que tinha um Windows… ele era um sda. Claro, meu HD convencional (com os Linux) que era sdb, virou sda!

Isso bagunçou todos os UUIDs, e o Grub não dava boot em nada, ou quando dava, não montava mais a /home, ou a Swap, prejudicando o  acesso aos Linux, e dando mensagens de erro no Systemd.

Linux precisa ter todas as partições, Raiz e /home, montadas corretamente e acessadas, , ou não funciona direito….

Para esses casos extremos de Grub e montagens de partição quebradas, o “Método do Dinossauro”, “À  Velha Escola”, pode “quebrar o galho”….

Vamos a ele…. Primeiro, em um exemplo hipotético…. Eu tenho no HD, UMA DISTRO A e UMA DISTRO B…. Execute este comando, para ver onde estão suas partições:

 
# fdisk -l

ANOTE onde estão suas partições, ou dirija o comando anterior a um arquivo de texto e abra em um editor:

 
# fdisk -l >> parti.txt
# SEU_EDITOR_FAVORITO parti.txt

Suponha que meu HD tenha uma Swap em sda1; uma partição extendida sda2/sda3; A Raiz da DISTRO A é sda4 e a sua /home é sda5. Na DISTRO B, sda6 é a Raiz e sda7 a /home dela.

Achou as partições…. agora, com um editor de texto aberto em modo Root, com cuidado e muita atenção, edite o arquivo do Grub: /boot/grub/grub.cfg :

Vai na linha do kernel que tem o Boot da Distro principal (DISTRO A) e edite, colocando isto:

 
root=/dev/sda4 real_root=/dev/sda4 resume=/dev/sda1 real_resume=/dev/sda1 

Agora acesse a linha do kernel de Boot da sua DISTRO B e edite assim:

 
root=/dev/sda6 real_root=/dev/sda6 resume=/dev/sda1 real_resume=/dev/sda1 

Aproveite o editor de texto em root. Edite o arquivo /etc/fstab da DISTRO A, comente ou apague as linhas que tem os UUIDs e deixe assim:

 
/etc/fstab
#
# Accessible filesystems, by reference, are maintained under '/dev/disk'
# See man pages fstab(5), findfs(8), mount(8) and/or blkid(8) for more info
#
# Raiz:
/dev/sda4            /                                              ext4    defaults        1 1
# /home
/dev/sda5           /home                                           ext4    defaults        1 2        
# Swap
/dev/sda1       swap    swap                                         sw      0       0

Acesse a partição Raiz da DISTRO B,  no arquivo /etc/fstab,  edite e deixe assim:

/etc/fstab
#
# Accessible filesystems, by reference, are maintained under '/dev/disk'
# See man pages fstab(5), findfs(8), mount(8) and/or blkid(8) for more info
#
# Raiz:
/dev/sda6            /                                              ext4    defaults        1 1
# /home
/dev/sda7           /home                                           ext4    defaults        1 2        
# Swap
/dev/sda1       swap    swap                                         sw      0       0

Se você fez tudo com atenção e cuidado, pode reiniciar o micro, que provável, você tenha de volta o Boot e montagem correta das partições.

Se desejar não mudar as UUIDs, Há um Tutorial aqui. Você pode ver as UUIDs, com o comando:

 
# blkid

27. Sabayon Atualizado, não tem mais Aceleração Gráfica. Placa de Vídeo AMD-ATI.

Sabayon 18.06, atualizado, não tinha mais aceleração 3D, nem efeitos gráficos. Após muito mexer (uns 15 dias), descobrí.

Não é necessário reproduzir o procedimento, pois já o publiquei no Forum Oficial Sabayon e no Site Viva o Linux.

Se você tiver esse problema dê uma olhada na última resposta, página 4, do Post:

After Upgrades, KDE not Open, SDDM not Open [Solved].

Em um de meus Sabayon, Sem Aceleração 3D [Resolvido].

28. Compilador GCC não funciona mais em Sabayon Linux. Portage não instala mais os pacotes.

Seu compilador GCC não compila mais os pacotes do Portage. Compílador não é achado.

Primeiramente, veja se o problema é mais simples, as configurações do binutils. Consulte este meu Antigo Tutorial.

Caso não resolva, tente atualizar o binutils. Eis o Tutorial. Procedimento de Sabayonino , Itália.

29. Sabayon Linux sem espaço no diretório temporário, para as atualizações.

Você usa Sabayon e ficou muito tempo sem atualizar. Agora, quando tenta simular a atualização (*):

 
# equo up
# equo u -p

Recebe mensagem de que não tem espaço no diretório temporário: /var/tmp/entropy

Tente primeiro os comandos do Tutorial de Sabayonino, Itália:

 
# rm -I /var/tmp/entropy
# equo cleanup
# equo cache clean

Agora, repita o comando dado em (*), para simular novamente a atualização. Supondo que ainda não deu o espaço (isso ocorre caso tenha mais de 4 ou 5 giga de atualizações.

Então tente atualizar primeiro, sem as dependências, porque isso diminue muito o número de pacotes:

 
# equo up 
INVÉS DE EXECUTAR:
# equo u -av 
FAÇA:
# equo u -av --nodeps

Na próxima atualização, já terá bem menos pacotes.

30. Dica: seu Linux está Travando, vai Travar! Como Resetar com Segurança.

É conhecido que apesar dos sistemas de arquivos Linux modernos terem “journaling”, sistemas tipo Unix são mais sensívels que o Windows, aos travamentos e quedas de energia.

Linux não trava  quase nunca, mas quando trava, geralmente é o X-Window, é a tela gráfica que trava. Deixar travar e resetar no botão “Reset” ou com CTRL+ALT+DEL, nunca é bom para o seu Linux.

Agora suponha uma situação, você está usando vários aplicativos ao mesmo tempo, navegando, ouvindo música, copiando arquivos etc…. e seu micro começa a travar: Ele fica pouco responsivo, os ícones mudam, as janelas abertas que você clicou para fechar, não fecham imediatamente, as Home_Pages não carregam rápido etc… etc….

Suponha, você está usando em KDE: Firefox, Terminal Konsole, Gerenciador de Arquivos Dolphin, Tocador de Mídia VLC. Parece que vai parar tudo!

Se você deixar, ele vai Travar! o que pode fazer para não “estragar” ele?

Eis esta Dica: Quando for ficando pouco responsivo, antes que trave, faça o seguinte: aperte CTRL+ALT+F2, você vai sair das tela gráfica, do X-Window e vai mudar de tty , vai para uma “tela preta” de Bash Puro.

Quando ver o terminal d Login, logue como Root, ou como usuário:

 
Login: root
Sua senha de Root OU
Login: seu_nome_de_usuario
Sua senha de usuário

Agora, seja logado como root, ou como usuário (neste caso, use sudo). “Mate” os processos dos aplicativos que está usando, e a Tela Gráfica:

 
# killall firefox konsole dolphin vlc (e qualquer processo de aplicativo)
# killall xdm

Em seguida, faça reboot:

 
# reboot OU systemctl reboot

Pronto, sem problemas. Você reinicia o Linux e abre uma nova sessão limpa!

Anúncios
Pequenas Dicas Para Sabayon e Outros Linux. Parte 2.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s