Sabayon Linux com Ambientes Gráficos KDE e Enlightenment. Experimentos com Emuladores de Terminal Não Usuais.


Autoria de Alberto Federman Neto, albfneto

Atualização: 11 de Agosto de 2018.

1 . INTRODUÇÃO:

Usuários Linux (principalmente experientes ou avançados) utilizam muitos comandos, acessados através de emuladores de terminal e interpretadores de comando, Shell (s).

Quem acompanha meus artigos, sabe que gosto de personalizar os LInux e modificar, e que uso vários emuladores de terminal clássicos, ambientes gráficos diferentes e três interpretadores de comandos: bash, zsh e fish.

Esta Dica se refere a alguns outros emuladores de terminal menos conhecidos, mas interessantes.

2. VÁRIOS EMULADORES DE TERMINAL:

Existem muitos emuladores de terminal, diferentes:

Cansou de Konsole e GNOME-Terminal? Existem Outros Terminais, Escolha o Seu.

20 Useful Terminal Emulators for Linux.

Top 7 Open Source Terminal Emulators.

Top 6 Best Linux Terminal Emulators.

35 Best Linux Terminal Emulators.

Alguns desses Emuladores de Terminal são suspensos, como o Yakuake, o Guake:

Terminal Guake.

Terminal Guake com Comandos Personalizados.

e o Tilda:

Tilda, Console Semelhante aos Jogos em Primeira Pessoa.

Terminais Estilo Guake, Para Linux.

Além dos emuladores de terminal clássicos, como o Konsole, GNOME-Terminal, XFCE4-Terminal, etc…, etc…, há também vários outros, muitos conhecem o excelente Terminator , muito usado pelo “Dono” deste Blog, EDPS.

Multi-terminais em Janela Única.

Terminator, o Terminal!

Customizando o Terminator com Solarized Color Scheme.

Terminator, um Terminal Muito Interessante.

Terminator, o Multi-terminal do Linux.

Terminator: Comandos Customizados.

3. VÁRIOS SHELL:

Além dos emuladores de terminal, também existem vários Shell , interpretadores de comandos, além do conhecido Bash: sh, csh, tsh etc… etc…

Shell do Unix.

Bash.

Evolution of The Unix. Linux Shells.

Inclusive, os Shell são muito personalizáveis, bem modificáveis.

Eu gosto de variar o ambiente gráfico  e o emulador de Terminal.

Uso e testo vários, e vou trocando ou usando, de acordo com o ambiente gráfico:  Terminator, Termite, Yakuake, Guake, Tilda, Konsole, VTE, Gnome-Terminal, QTerminal, Mate-Terminal, Terminal do XFCE, Unicode Xterm (UXterm), LXTerminal, Rxvt, Mrxvt, Aterm ,(outro Link), Eterm  e, às vezes, até Xterm simples.

Xterm é antigo , veio do Unix,  e é o clássico no X-Window mas é útil ainda… muito usado e bem personalizável.

Embora existam muitas opções, o uso de emuladores de terminal antigos não é considerado seguro, por alguns autores.

Apenas para ilustrar, na imagem, vários emuladores de terminal diferentes, que tenho, instalados no meu (comunidade Brasileira do Sabayon Linux) Linux favorito, o Sabayon 

Sabayon 18.07, Mostrando Vários Emuladores de Terminal Clássicos.

Também gosto de variar e configurar o Shell. Uso três Shells: Bash, Zsh e Fish.

Uma Personalização de Bash.

3 Shell.

Vários Tipos de Terminais.

Zsh (Z Shell), uma Alternativa ao Bash.

Fish, Um Shell Fácil de Usar.

Variando Terminais e Shell.

Em um antigo Artigo meu,  de anos atrás, mostrei alguma coisa do poder do Terminal, que  é o que permite inclusive muito controle (para o Bem ou para o Mal) até  sobre a execução de tarefas, no  sistema operacional Linux, fechando ou não o terminal.

4. OUTROS EMULADORES DE TERMINAL:

Nesta Dica, mostro alguns outros Emuladores de Terminal menos conhecidos, mas interessantes, que estou testando e usando:  LilyTerm, Kitty, Terminology e Cool-Retro-Term.

4.1. INSTALAÇÃO E ABRINDO OS EMULADORES:

Para a instalação dos pacotes dos emuladores de terminal que estou testando:

Lilyterm, existe como pacote, nos repositórios  do Sabayon, portanto foi instalado com Entropy, pelo comando padrão:

 
$ sudo equo -av lilyterm

No caso do Kitty,  descobri depois que ele existe para Gentoo,  mas já o havia instalado por outro  método.

Usei uma pasta criada no meu Desktop, para os terminais, e ele foi clonado do GitHub, com GIT, e depois, o binário pré compilado foi instalado com Curl, pelo procedimento sugerido pelos desenvolvedores. 

 
$ cd /
$ cd ~/Desktop/PACOTES
$ mkdir terminais
$ git clone https://github.com/kovidgoyal/kitty.git
$ cd kitty
$ curl -L https://sw.kovidgoyal.net/kitty/installer.sh | sh /dev/stdin

Para instalar  o Cool-Retro-Term. Ele não existe nos repositórios do Sabayon.

Primeiro tentei instalar pela compilação do programa fonte, clonado com GIT, olhando na documentação (***) e compilando:

 
$ cd / 
$ cd ~/Desktop/PACOTES 
$ mkdir terminais 
$ git clone https://github.com/Swordfish90/cool-retro-term.git
$ cd cool-retro-term
$ geany README.md (ver instruções)
$ qmake && make

Logo ví que no pacote, faltava um “arquivo de widget” não achado. Então decidi usar a versão para Gentoo. O programa existe para Gentoo, e também nos Overlays:  Nightmare, Stuff  e Cynede.

Usei a versão mais recente do Overlay Nightmare. Instalado com o uso dos comandos abaixo.

Na opção pretend, o Portage avisa que há necessidade de modificar uma USE Flag. Depois de instalar, reinstalei o pacote da versão para Sabayon, para evitar a modificação do pacote original, qtdeclarative:

# layman -a nightware
# eix-sync OU:
# emerge --sync && layman -S && eix-update
# emerge -pv cool-retro-term
# USE=">=dev-qt/qtdeclarative-5.11.1 localstorage"  emerge -av --autounmask-write cool-retro-term
# equo i -av qtdeclarative

Uma outra maneira de instalar usando Portage, seria o modo sugerido na documentação do fonte (***), usando o Overlay Gerczei. (mas não testei o procedimento):

 
$ geany README.md (veja o procedimento, e):
# USE="git" emerge app-portage/layman
# wget https://www.gerczei.eu/files/gerczei.xml -O /etc/layman/overlays/gerczei.xml
# layman -f -a qt -a gerczei 
# ACCEPT_KEYWORDS="~*" emerge =x11-terms/cool-retro-term-1.0.1::gerczei

De fato, acabo de pedir ao time de desenvolvedores do Sabayon, para compilar o Kitty e o Cool-Retro-Term, para os repositórios, o que facilitará as instalações.

Também o Terminology, foi instalado de maneira padrão, por fazer parte dos repositórios do Sabayon:

 
$ sudo equo i -av terminology

Abrindo os programas… Após as instalações de todos os emuladores de terminal, para abrir, simplesmente digite o nome do emulador (exemplo: $ lilyterm) no terminal padrão (no caso do Sabayon aberto em KDE, é o Konsole).

Todos abrem direto, exceto o Kitty, veja abaixo em 4.3.

4.2. LILYTERM:

Comecemos pelo LilyTerm, um emulador de terminal leve, derivado da biblioteca do VTE, libvte.

Desenvolvimento do programador Chinês Chao-Ming Lu, nickname Tetralet.

É um emulador rápido e bem leve, bastante configurável: Você pode trocar cores, transparências, fonte, tamanho e geometria etc…Podem ser definidos vários perfis de usuário e de configurações diferentes.

É compatível com Unicode e está traduzido para Português. Como outros terminais, pode ser setado como terminal principal e o Shell, trocado (no meu  caso não fiz isso, pois desejo testar e usar vários terminais e Shell).

Eis o LilyTerm, mostrando algumas de suas opções de configurações. Para acessar, clique com o botão direito do mouse na tela do terminal, e defina cores (do texto ou do plano de fundo), tamanho, fonte e muitas outras coisas:

Terminal Lilly, Mostrando Algumas de suas Opções de Personalização.

Após eu configurar: transparências, plano de fundo em tonalidade ouro velho, texto base em verde azulado, com cores solarizadas. O Shell é meu Bash personalizado:

Emulador de Terminal Lilly, Mostrando Minha Personalização.

Observação: esquemas solarizados, foram inicialmente desenvolvidos pelo programador e professor Ethan Schoonover, de Seatle, EUA. Atualmente, são muito conhecidos e usados e embutidos (por padrão) em terminais e outros aplicativos, tanto em Linux, como em Unix, e até em Windows.

4.3. KITTY:

O Kitty é um emulador de terminal feito pelo programador Govid Goyal, da Índia. Ele também é o  desenvolvedor do conhecido leitor de livros eletrônicos Calibre.

O Kitty existe em versões para vários sistemas operacionais, até para substituir o prompt simples do Windows.

Embora não seja um terminal muito fácil de personalizar, duas características dele me chamaram a atenção: Ser escrito em Python e usar  GPU e aceleração 3D, OpenGL.

Para abrir o Kitty, foi necessário ir para o diretório onde está o binário dele, ou direcionar o caminho do executável, diretamente, assim:

 
$ cd /
$ cd ~/.local/kitty.app/bin
$ ./kitty
OU MAIS SIMPLES:
$ ~/.local/kitty.app/bin/kitty

Querendo, você pode fazer um Atalho no Desktop, ou fazer um alias e colocá-lo em seu arquivo ~/.bashrc. Para simplificar, o pacote tem um atalho pronto, você pode copiá-lo:

 
PARA O ATALHO:
$ cp  ~/.local/kitty.app/share/applications/kitty.desktop  ~/Desktop
OU, PARA O ALIAS:
$ SEU_EDITOR_FAVORITO ~/.bashrc
ADICIONE A LINHA:
alias kitty='~/.local/kitty.app/bin/kitty'

Para que você se oriente e possa editar o seu atalho (caso ele não funcione) as linhas que o Atalho deve ter, em Sabayon aberto em KDE, precisam estar como abaixo.  Atenção para os caminhos. “paths” dos executáveis e do ícone. Se necessário, modifique o arquivo para sua Distro Linux, ou seu ambiente gráfico:

 
[Desktop Entry]
Categories=System;TerminalEmulator;
Comment=A fast, feature full, GPU based terminal emulator
Exec=~/.local/kitty.app/bin/kitty
GenericName=Terminal emulator
Icon=~/PACOTES/terminais/kitty/logo/kitty.png
MimeType=
Name=kitty
Path=~/
StartupNotify=true
Terminal=false
TerminalOptions=
Type=Application
Version=1.0
X-DBUS-ServiceName=
X-DBUS-StartupType=
X-KDE-SubstituteUID=false
X-KDE-Username=

Para os Iniciantes em Linux, lembro a vocês que “~/” significa que o diretório é “/home/seu_nome_de_usuario” , o mesmo que usa para logar no Linux.

Assim ficou meu atalho, e clicando nele, o Kitty abre. Aqui, novamente, o Shell é o meu Bash personalizado.

Atalho no Desktop, Abrindo o Emulador de Terminal Kitty.

Embora o Kitty seja um Emulador muito avançado e altamente configurável, a personalização dele  não é muito intuitiva.

Ela é feita pela edição do arquivo de configuração.Tem muitas opções, incluindo usar OpenGL para “refresh” da tela (repaint_delay)

Consulte o tutorial e edite o arquivo.

Várias localizações, caminhos para o arquivo, são possivels (veja com comando $ kitty –help) mas geralmente no programa recém instalado, o arquivo  é o ~/.local/kitty.app/share/doc/kitty/html/_downloads/kitty.conf .

Para você se orientar, aqui encontrará um arquivo básico, modificado pelo.programador Norueguês Asmund Vikane.

Para o arquivo padrão, execute este comandos, que irão mostrar o arquivo e fazer uma cópia dele, para proteção, depois o edite:

 
$ cat ~/.local/kitty.app/share/doc/kitty/html/_downloads/kitty.conf 
$ cp  ~/.local/kitty.app/share/doc/kitty/html/_downloads/kitty.conf ~/.local/kitty.app/share/doc/kitty/html/_downloads/kitty.conf.original
$ geany (OU SEU_EDITOR_FAVORITO) ~/.local/kitty.app/share/doc/kitty/html/_downloads/kitty.conf      

Pela edição desse arquivo, você pode mudar cores, transparências, fonte, tamanho, renderização etc…

Outro modo de controlar o Kitty, é por meio de comandos. Ele tem pequenos programas, chamados kittens, que são interessantes. Por exemplo, o kitten icat exibe uma imagem, figura, no terminal.

O comando é usado executado no Kitty, veja a exibição da minha cópia do antigo logotipo do Sabayon.

Ele me lembra dos belíssimos Sabayon, vermelhos, em suas primeiras versões. Se você quiser o logotipo do Sabayon, pode baixar  aqui da minha área no Imgur. Também tenho várias outras imagens do Sabayon.

 
$  kitty +kitten icat ~/DOCUMENTOS/SabayonLogo2.png
TROQUE O CAMINHO PARA A PASTA ONDE ESTÁ A IMAGEM QUE QUER EXIBIR
Terminal Kitty, Exibindo Imagem Através do Uso do Kitten Icat.

Outro kitten interessante é o “panel“, um painel de barra OpenGL, que exibe mensagens ou executa comandos.

No meu exemplo, barra de 5 linhas, 15 colunas, mostrando mensagem de teste e persistindo por 60 segundos. Modifiquei colunas, linhas, tempo de exibição e o Shell, trocando para Bash. Edite o comando como quiser, antes de executá-lo:

 
 kitty +kitten panel --lines 5 --columns 15 bash -c 'printf "\n\n\nExibindo Mensagem de Teste da Barra."; sleep 60s'
Emulador de Terminal Kitty, Com a Barra de Exibição do Kitten “Panel”.

Muitas das opções são para programadores, interação com editor vi, vimemacs, com GIT etc…. Como não sou programador, não usei essas opções, mas em um exemplo, o comando pode abrir direto meus editores de texto clássicos, em comando, nano oiu rnano:

 
$ kitty --session /bin/nano 

CRTL+SHIFT+l trocaria entre os layouts da janela, por exemplo “alta”, “tall”. No meu caso, não funcionou (especulo que é porque o Sabayon KDE novo usa Wayland junto com Xorg). Porém, mudar o tamanho da janela, funcionou (aperte CTRL+SHIFT+r):

Tela Para Mudar Tamanho da Janela, no Emulador de Terminal Kitty.

Assim mostramos um pouco do excelente e bonito emulador de terminal Kitty.

4.4. COOL-RETRO-TERM:

Cool-Retro-Term é um emulador de terminal desenvolvido pelo programador Italiano Filippo Scognamiglio.

O que me chamou a atenção? Algumas pessoas sabem que eu gosto muito de visuais Retro ou Vintage.

Este emulador de terminal parece um velho monitor EGA monocromático, “branco e laranja“. Eles sucederam aos velhos CGA “branco e verde”.

Eu usei monitores assim, em velhos PC-XT e PC-AT, nos anos 80. Por isso, resolvi testar esse emulador de terminal.

Ele abre direto do Menu, ou com comando “$ cool-retro-term“. Vejam que legal:

Emulador de Terminal Cool-Retro-Term, Exibindo Padrão de Monitor Laranja.

Notem que ele é configurável. Vá na barra superior, “Profiles” e escolha o que quiser. Aqui, configurado para imitar monitor de tubo, CRT, IBM VGA colorido :

Emulador de Terminal Cool-Retro-Term, Imitando Monitor IBM VGA Colorido.

Não é Bonito  e Diferente?

4.6. GERENCIADOR DE JANELAS ENLIGHTENMENT E EMULADOR DE TERMINAL TERMINOLOGY:

Finalmente, encerramos o artigo com o emulador de terminal Terminology.

Ele foi desenvolvido (em linguagem C) pelo programador Boris Faure da França, em 2013.

Considerado como uma nova geração dentre os emuladores de terminal. Ele foi especialmente preparado para o gerenciador de janelas (na prática, um ambiente gráfico completo), Enlightenment.

Antes, usuários usavam outros terminais simples, para o Enlightenment, pois não havia um terminal específico.

Em meus testes, verifiquei que o Terminology roda no KDE também. Mas pensei, já que o Terminology é para o Enlightenment, porque não testar nele?

O ambiente gráfico Enlightenment  existe (em versão 21, E21) nos repositórios do Sabayon. Como tal, pode ser instalado usando os comandos padrão do Entropy:

Instalei no meu Sabayon com KDE. Sabayon aceita com facilidade, múltiplos ambientes gráficos.

Observe que o gerenciador de rede padrão do Sabayon, NetWorkManager, não funciona no Enlightenment.Você, ao abrir o E21, poderá estar sem Internet. Então, deve-se instalar também o pacote connman e suas dependências e também as bibliotecas e temas padrão do E21:

 
$ equo i -av enlightenment efl ethemes connman connman-gtk

Fechei a minha sessão em KDE, e abrí outra sessão no Enlightenment.

O Enlightenment não é exatamente um ambiente gráfico intuitivo, nem muito fácil, para quem não está acostumado com ele. Se quiser conhecer o Enlightenment antes de instalar, experimente lo Live DVD do Bodhi Linux ou do Elive, nos quais ele é o padrão.

Mas o Enlightenment é verdadeiramente fantástico e belíssimo, cheio de animações, chamas, luzes, papéis de parede animados etc… Tem seu próprio tocador, gerenciador de arquivos etc… e “zilhôes” de Temas… Vale a pena experimentá-lo!

Pretendo fazer futuramente um artigo sobre ele, mas no momento, não é o objetivo deste artigo, ensinar a usar Enlightenment.  Contudo forneço abaixo vários links que possibilitam mesmo ao iniciante, começar a usar Enlightenment.

Se quiser saber como se usa e configura, consulte estes tutoriais:

Enlightenment no Debian Jessie.

Comunidade VOL do Enlightenment.

Enlightenment and EFL Documentation.

The Unofficial Enlightenment User’s Manual.

Enlightenment E20. Como Instalar no Ubuntu.

How To Use Enlightenment in Linux.

How To Become Enligthtened.

Customize The Enlightenment Desktop. Parts 1, 2 , 4,

Enlightenment Desktop Environment.

Enlightenment Linux.

Enlightenment. Tutorial da Universidade da Califórnia Davis.

Enlightenment in the Arch Linux.

Voltando ao assunto deste Artigo, vamos testar o Terminology. Como eu disse, abri  a sessão do Sabayon Linux no Enlightenment.

Troquei o Tema padrão (azul escuro) pelo Tema R-New-Dali (para a versão 22, mas funciona na versão 21). O Tema foi feito pelo programador grego Ippokratis Trikkis, rpil.

É uma Homenagem ao Pintor Surrealista  Catalão, Espanhol Salvador Dali (gosto muito!).

Vejam a sessão de Sabayon Linux, aberta no Enlightenment, com o próprio gerenciador de arquivos dele. Vejam a beleza das imagens e dos ícones. É sem dúvida, Surreal, não acham?

Sabayon Linux, atualizado ao 18.07, Sessão Aberta no Ambiente Gráfico Enlightenment, com Tema R-New-Dali.Agora vamos abrir o Emulador de Terminal Terminology. Pode usar o Menu, ou mesmo rodar o comando: “$ terminology” na opção: “execute everything” do ambiente gráfico.

E aqui está o Emulador Terminology aberto. Clicando na janela do terminal, com o botão     direito do mouse, você acessa os “Controls“.

Clicando no botão “Set Title” você pode editar o nome da janela do Terminal. No botão “Settings”, você troca as opções de fonte, cores do terminal, tema do terminal, transparências e muitas outras coisas.

Opções de Configuração do Terminal Terminology, para o Ambiente Gráfico Enlightenment.

No meu terminal configurado acima, usei as seguintes opções; Fonte do terminal é Inconsolata Regular 12 (muito usada em terminais linux). Tema de cores do terminal é Solarizado. O papel de parede de fundo do terminal, faz parte do próprio Terminology e se chama mystic.png.

Mas muitas outras coisas pode ser configuradas, exemplo: Clique com o botão direito do mouse, “Controls“, depois “Setttings“, depois em “Behaviour“:

Mais Configurações Possíveis no Terminology.

5. CONCLUSÃO:

Neste Artigo, a instalação e o uso de quatro Emuladores de Terminal não usuais: LillyTerm, Kitty, Cool-Retro-Term e Terminology , é descrita e experimentada. Usei dois ambientes gráficos diferentes.

Sendo elaborado para o gerenciador de janelas/ambiente gráfico Enlightenment, o Terminology é experimentado nesse ambiente. Os outros, no KDE principal.

O uso dessas várias configurações, coexistindo na mesma distribuição, mesma instalação, sem conflitos, mostra que as possibilidades de personalização do Sabayon Linux são infinitas.

Observe ao ler o Artigo. Você vê várias telas, interfaces gráficas diferentes, configurações diferentes etc…. Parecem sistemas operacionais diferentes, mas é tudo Sabayon Linux 18.07, e a mesma instalação de Sabayon Linux.

Não testei em outras distribuições, mas no geral, sabe-se que GNU/Linux permite muita personalização e efeitos, com várias interfaces diferentes, e até sem interface gráfica nenhuma.

Em Linux. se pode modificar e variar praticamente tudo: Telas, emuladores de terminal, interpretadores de comandos, mais do que uma distribuição Linux no mesmo computador etc…

Se você não conhece Linux, experimente!

Até a próxima.

Anúncios
Sabayon Linux com Ambientes Gráficos KDE e Enlightenment. Experimentos com Emuladores de Terminal Não Usuais.

2 comentários sobre “Sabayon Linux com Ambientes Gráficos KDE e Enlightenment. Experimentos com Emuladores de Terminal Não Usuais.

  1. Olá Alberto,

    Esse Kitty é bem interessante! não conhecia dos outros já testei (mas não gostei) do Cool Retro Term e do Terminology (esse gostei).

    Hoje não uso mais o Terminator (um pouco mais pesado) do que o que geralmente uso, o Sakura.

    Como shell padrão, acho que se uma vez um indivíduo testar ZSH ou Fish, dificilmente voltará ao Bash, hoje uso ZSH em todos os sistemas, seja com oh-my-zsh ou zpresto ou de vez em quando o Fish (já que sou o mantenedor desse pacote no SlackBuilds).

    E mais um vez uma excelente documentação, thank’s por compartilhar.

    * ficou bacana a marca d’água em seu artigo, sinta-se à vontade para modificar o texto do script (se desejar).

    Curtir

    1. Na realidade uso mais Bash, por causa da compatibilidade, mas tb uso fish e zsh, de vez em quando. gosto muito de experimentar pacotes, já deu para ver! srrsrsrsrsr! as modificações do seu script, eu vou usar para fazer um Logo, meu, de meus arquivos. No Mundo GNU, continuarei usando o seu, pq as imagens são para o seu site o mundo GNU…. Vc continua com um dos melhores blogs Linux do Brasil!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s